Victória Paz

Estratégias, gestão e modernização foram temas de evento promovido pela Amcham

Como preparar empresas familiares para o futuro

Victória Paz

Estratégias, gestão e modernização foram temas de evento promovido pela Amcham

Para garantir e preparar o futuro das empresas familiares, num ambiente cada vez mais mutável, é necessário modernizar e focar em metas de médio a longo prazo através de uma identidade organizacional com visões, valores e propósitos. “Esta modernização é consequência do processo de transformação geracional da Y para a Z, que tende para o consumo digital”, avalia Alessandro Pavei, da Pavei Empreendimentos. Ele foi um dos palestrantes do Ciclo Família S/A, promovido pela Amcham Brasil (Câmara Americana de Comércio). O evento debateu os desafios da gestão em empresas familiares durante a pandemia. Estiveram presentes, ainda, Alessandro Albiero, sócio diretor da Merithu Consultoria, Eduardo Baltar, CEO da Merithu, Gerson Muller, CEO do Grupo Vibra, e Darci Schneid, fundador da Sirtec.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Para garantir e preparar o futuro das empresas familiares, num ambiente cada vez mais mutável, é necessário modernizar e focar em metas de médio a longo prazo através de uma identidade organizacional com visões, valores e propósitos. “Esta modernização é consequência do processo de transformação geracional da Y para a Z, que tende para o consumo digital”, avalia Alessandro Pavei, da Pavei Empreendimentos. Ele foi um dos palestrantes do Ciclo Família S/A, promovido pela Amcham Brasil (Câmara Americana de Comércio). O evento debateu os desafios da gestão em empresas familiares durante a pandemia. Estiveram presentes, ainda, Alessandro Albiero, sócio diretor da Merithu Consultoria, Eduardo Baltar, CEO da Merithu, Gerson Muller, CEO do Grupo Vibra, e Darci Schneid, fundador da Sirtec.
A maioria dos gestores acredita que empresas familiares demandam planejamento sucessório e uma divisão de cargos profissionalizada. “Foi preciso mudar a ideia de que tudo tem que passar pelo dono, se não o negócio não anda. Então foi necessário criar times para crescer”, conta Alessandro, sobre sua experiência.
REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Para crescer e garantir que os projetos de investimentos sejam executados, além de planejamento, é necessário treinar, estabelecer escritório e estruturar a sistemática de controle com acompanhamento de resultados mensais com a presidência, diretores e os talentos. “Estamos dando incentivo para que as pessoas possam melhorar e crescer dentro da empresa. Sendo empresa familiar ou profissionalizada, me considero um profissional da família. Só estou aqui porque os resultados me trouxeram aqui. O fundamental é resultado”, explica Gerson Muller.
Um exemplo disso é a Sirtec, especializada em construção, manutenção e serviços para redes de transmissão, distribuição e energia elétrica, que focou em um programa de Formação de Talentos com a adoção da metodologia do Programa de Formação de Líderes de Merithu. Foi proporcionada uma mentoria de gestão e liderança. “Os passos consistiram em selecionar talentos e projetos, treinamento de time, mentorias, execução de mentorias e resultados, e avaliar a satisfação dos participantes”, conta Darci Schneid. O diretor também deixou claro que mudanças são desafiadoras e nada confortáveis. “É preciso profissionalizar e instrumentalizar para atingir resultados superiores. Não tem quem não goste de bons resultados”, pontua Darci.
REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Victória Paz

Victória Paz - estagiária do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário