Pâmela Maidana

Leandro Riva teve que reinventar o seu negócio

Cuteleiro aposta no digital para que sua fábrica de facas sobreviva

Pâmela Maidana

Leandro Riva teve que reinventar o seu negócio

Leandro Riva é dono da Facas Macanuda há uma década. O negócio, especializado na fabricação de facas artesanais, teve sua performance abalada com a pandemia, pois 80% do faturamento vinha das feiras de cutelaria que participava. "Digamos que este é o pior momento que já passei desde que abri a empresa em 10 anos", pontua.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

Leandro Riva é dono da Facas Macanuda há uma década. O negócio, especializado na fabricação de facas artesanais, teve sua performance abalada com a pandemia, pois 80% do faturamento vinha das feiras de cutelaria que participava. "Digamos que este é o pior momento que já passei desde que abri a empresa em 10 anos", pontua.
O empreendimento começou quando Leandro, que já era cuteleiro, decidiu juntar a loja com o atelier numa coisa só. O intuito do ponto de venda é mostrar para o cliente como acontece todo o processo de fabricação. "Sempre foi uma das minhas prioridades manter a produção artesanal. Ou seja, não saem da cutelaria duas peças iguais, por mais que se queira", avisa. Formado em Empreendedorismo pela Pucrs, Leandro já saiu da faculdade com seu plano de negócio bem estruturado, mas conta que, no começo, teve algumas dificuldades. "Foi um início bem difícil e de poucos recursos, mas os pedidos começaram a entrar. Na primeira semana, levantei da cadeira para trabalhar e, até hoje, não parei mais. Aos poucos, a empresa foi tomando corpo até chegar onde está hoje", orgulha-se.
A Facas Macunada já participou de muitas feiras de produtos artesanais e de cutelaria em todo Brasil. Também esteve presente nos eventos tradicionalistas no Rio Grande do Sul, como a Semana Farroupilha que acontece no Parque Harmonia, e o Encontro de Artes e Tradição Gaúcha (Enart). Esse ano, por conta da pandemia, os eventos foram adiados ou cancelados, o que foi um baque para Leandro. A forma que o empreendedor encontrou de se manter no negócio foi através de vendas online. "A questão do se reinventar veio da conscientização de que é necessário investir no comércio eletrônico pela internet como uma forma alternativa de venda."
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Pâmela Maidana

Pâmela Maidana - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário