Isadora Jacoby

A próxima edição da BPSPOA aconteceria nos dias 4 e 5 de abril

Feira de moda plus size cria vitrine on-line para driblar o isolamento

Isadora Jacoby

A próxima edição da BPSPOA aconteceria nos dias 4 e 5 de abril

O mercado de eventos foi diretamente impactado pelo covid-19. Com orientações e decretos que impedem aglomerações a fim de evitar a propagação do vírus, feiras, palestras e workshops tiveram de se adaptar a novos formatos. A BPSPOA, feira de moda para quem veste tamanhos grandes, criou um modelo de vitrine on-line. Nascida em 2016, a feira já teve 16 edições físicas que reúnem, em média, 600 pessoas a cada evento.

Ops! Este conteúdo é exclusivo para assinantes...

O mercado de eventos foi diretamente impactado pelo covid-19. Com orientações e decretos que impedem aglomerações a fim de evitar a propagação do vírus, feiras, palestras e workshops tiveram de se adaptar a novos formatos. A BPSPOA, feira de moda para quem veste tamanhos grandes, criou um modelo de vitrine on-line. Nascida em 2016, a feira já teve 16 edições físicas que reúnem, em média, 600 pessoas a cada evento.
Viviane Lemos, que toca a empreitada junto com a sócia Gizela Fonseca, conta que a próxima edição aconteceria no início de abril. "Há 10 dias, estávamos pensando em um protocolo para a feira em razão do coronavírus. Nossa ideia era distribuir álcool gel de brinde", pontua. Como a situação mudou severamente nas últimas semanas e a orientação é para que todos permaneçam em casa, as sócias constataram que precisavam criar uma solução on-line para o evento. "Não podemos ter contato físico, mas temos que manter viva a rede. Primeiro por nós, pelo projeto, mas também pelos empreendedores e clientes", destaca Vivivane, pontuando que o valor investido pelos expositores no evento foi todo devolvido. "Entendemos que  está todo mundo no mesmo barco, apesar da quebra financeira que isso nos causa." 
A solução encontrada pelas sócias foi criar uma vitrine virtual. O objetivo é, aproveitando o engajamento da rede criada pelo evento, dar visibilidade a empreendedores e empreendedoras que dependem de feiras como a BPSPOA para manter seus negócios. "Estamos apostando que na nossa rede, quem puder, continue consumindo desses pequenos empreendedores para que possamos passar pela crise juntos", afirma.
Os pacotes de divulgação incluem desde publicação nas redes sociais da feira, envio de WhatsApp e e-mail marketing para público segmentado até produção de conteúdo em vídeo. O pacote mais básico oferecido pela feira pode ser contratado mediante contribuição espontânea ou no valor de R$ 37,00. O mais completo tem um custo de R$ 77,00.
Outro serviço lançado pela dupla é a central de distribuição. Como muitos expositores do evento não são de Porto Alegre, Viviane explica que, agora, há a possibilidade dessas marcas enviarem seus estoques para serem administrados e despachados para os clientes por elas. "É uma possibilidade para as lojas de fora do Estado manterem a entrega no Rio Grande do Sul mesmo em um possível fechamento de fronteiras. Outro ponto é que tem muita gente com estoque parado e dando frete gratuito para conseguir vender. Mas o empreendedor está pagando por esse envio, então, entregar a partir de Porto Alegre é uma maneira de reduzir esse custo de frete", explica Viviane, revelando que todas as novidades que funcionarem bem devem continuar existindo mesmo quando a feira voltar a seu formato físico. 
As mudanças, anunciadas nesta semana, foram bem recebidas tanto pelos expositores quanto pela clientela. "Há muitas pessoas retornando, querendo apoiar. É muito gratificante. Pensamos em uma ideia para ajudar todo mundo. Esse é sempre o nosso ideal. Estamos prospectando mais pessoas que queiram usar nossa rede, que é muito valorosa. Temos pessoas que têm poder de consumo e vamos acreditar nisso", finaliza.
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor
Isadora Jacoby

Isadora Jacoby - repórter do GeraçãoE

Receba matérias deste autor

Deixe um comentário