As peças da Akitti podem ser reformuladas pelas clientes As peças da Akitti podem ser reformuladas pelas clientes Foto: /Karina Verona/Divulgação/JC

Marca aposta em acessórios modulares

O objetivo da Akitti é proporcionar que o consumidor reinvente o objeto

Louca das cores e dos acessórios. É assim que Pietra Scheffel, 30 anos, descreve-se. Certamente essas características foram essenciais para o surgimento da Akitti, marca de acessórios que, há um ano, pretende inovar e propor uma relação de liberdade e criatividade com a moda.

Graduada em Engenharia de Produção, Pietra trabalhou cerca de 10 anos com customização de calçados antes de empreender. Em meados de 2017, o plano de ter um negócio próprio começou a tomar forma. As ideias que se tornariam a Akitti foram selecionadas para pré-incubação na Feevale Techpark. Depois de seis meses, a marca ganhou um espaço físico no parque tecnológico, localizado em Campo Bom. Para realizar o sonho de ser dona da sua empresa, Pietra precisou investir cerca de R$ 30 mil.

O apreço por miçangas e acessórios é herança de momentos vividos com o avô. Ele costumava levá-la para comprar as miudezas. O que era um passatempo de criança foi levado para a adolescência. "No ensino médio, lancei um brinco que todas as meninas do colégio usavam", relembra Pietra.

Agora, oferecendo opções criativas e fora do comum, a engenheira está fazendo o nome da sua marca. Os acessórios são modulares e intercambiáveis. É escolhida uma base e, a partir daí, o cliente começa a personalizar. São inúmeras peças que podem ser removidas, reorganizadas e reutilizadas. As peças custam a partir de R$ 2,00, e Pietra garante que sempre há novidades no estoque.

A ideia de um sistema modular surgiu a partir dos conhecimentos que a faculdade lhe proporcionou. "Na engenharia se fala muito de modularidade", explica. O objetivo da empreendedora era confeccionar acessórios originais que não fossem esquecidos no armário. "São vários em um só. Se a pessoa em poucos meses enjoar, é só vir aqui e comprar uma peça nova, daí já tem um acessório novo", assegura Pietra.

A loja itinerante da Akitti, no modelo conhecido como pop-up, é líder de vendas. A estrutura toda custou cerca de R$ 1.500,00, mas com certeza o investimento não foi em vão. Repleta de peças diversificadas para a customização de brincos e colares, bate o ponto em eventos, feiras e estabelecimentos variados. Uma das inspirações da empreendedora para a criação, tanto da marca quanto da pop-up, foram lojas de balas. E é difícil não lembrar delas ao ver as estantes cheias de elementos coloridos. Até mesmo o processo de escolher uma base e ir completando com as peças faz alusão a pegar um saquinho plástico e enchê-lo de doces.

Para Pietra, o quesito experiência tem muito valor. "On-line vende bem, mas o pessoal reclama muito de não conseguir ir na pop-up. Eles acham ruim não poder pegar, montar na hora, mexer nas peças." O sucesso é tanto que a jovem vai até para outros estados com a loja viajante. Além de expandir a marca e deslocá-la para Porto Alegre, Pietra deseja apostar cada vez mais na individualidade, criatividade e estilo próprio.

Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Texto relacionados
Mostre seu Negócio