Débora começou a produzir as peças após o nascimento do filho Noah Débora começou a produzir as peças após o nascimento do filho Noah Foto: /Júlio Hanauer/Divulgação/JC

Peças ecológicas para o desfralde

A ideia da EcoNoah surgiu quando Débora Falleiro, 26, e Jorge Griebeler, 32, decidiram criar o filho, agora aos 2 anos, com fraldas biodegradáveis. O produto utilizado no menino - que deu nome à empresa - serviu de teste para a mãe empreender de maneira sustentável. A fralda de pano ecológica vendida por Débora é composta por uma parte externa ajustável com botões de pressão, a qual é comprada de mães empreendedoras de outros estados. A interna, formada por tecido absorvente, é ela quem produz.

Débora diz que as fraldas ecológicas reduzem os custos da família. Em dois anos, é possível economizar cerca de 12 mil reais e evitar que uma tonelada de resíduos como fraldas, lenços e tubos de pomadas seja descartada. Ela sugere às mamães interessadas a compra de pelo menos 30 fraldas com 30 panos absorventes. O modelo é ajustável, ideal para bebês de 3kg até crianças de 18kg.

Alguns clientes ficam inseguros ao utilizar as fraldas ecológicas nos filhos por conta da higiene. No entanto, a empreendedora diz que é fácil limpar e manter o produto higienizado. "A lavagem pode ser feita na máquina com água e sabão biodegradável. Eu costumo usar um pouco de vinagre e óleo de melaleuca", acrescenta a proprietária da EcoNoah.

Outro produto que Débora usa em casa e comercializa via Facebook e Instagram é a cueca com proteção para escapes de xixi, útil no período de desfralde das crianças. Tanto a cueca quanto a calcinha possuem duas camadas de absorção, costuradas em tecido impermeável e lycra. "O bebê tem autonomia para tirar e colocar a peça, sendo incentivado a ir ao vaso", comenta Débora. A empreendedora de Montenegro também está fazendo testes de criação das próprias peças. Por enquanto, as comercializadas são confeccionadas na serra. O preço varia conforme o tamanho: o G, por exemplo, custa R$ 28,00. Débora orienta comprarem, de início, cinco itens. "Evita sujeira na cama, principalmente durante a noite. Também ajuda as crianças para que façam xixi no banheiro e deixem de usar fraldas."

A mãe de Noah acredita que o mercado das fraldas ecológicas tende a crescer, porém percebe que a maioria das pessoas ainda evita ter um pouco de trabalho para contribuir com o meio ambiente e economizar. Ela enxerga isso na própria cidade e diz que a maior parte dos produtos são vendidos para outras regiões do País.

Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio