Graciela e Fernanda, da MiniDini, produzem soluções para o dia a dia Graciela e Fernanda, da MiniDini, produzem soluções para o dia a dia Foto: MiniDini/Divulgação/JC

Empreendedoras de Pelotas criam marca de objetos funcionais

A proposta da MiniDini é criar soluções para diminuir as dificuldades da maternidade

A decisão de empreender chegou para Graciela Dietze, 40 anos, e Fernanda Bortolini, 38, no mesmo momento que para muitas mães: após o nascimento dos filhos. Colegas de trabalho, as sócias atuavam como auditoras. A jornada pouco flexível fez as pelotenses repensarem as suas carreiras. "Após nos tornarmos mães, vimos no empreendedorismo a chave para termos mais tempo com os filhos. Sendo colegas de trabalho, migramos nosso olhar de auditoras para a busca de melhorias e inovações na rotina atribulada com eles", conta Fernanda. Foi, então, que criaram a MiniDini, que completa seis anos em novembro. O objetivo dos produtos desenvolvidos pela dupla é proporcionar mais tempo de qualidade entre as mães e as crianças. "Cada solução é criada pensando em diminuir o caos que insiste em fazer parte da maternidade e da rotina com os filhos."
Os produtos mais queridos pelas mamães clientes da marca são, segundo elas, o Kit Xô Cadeirão, que custa R$154,90. Trata-se de uma almofada para transformar uma cadeira normal em um assento propício para alimentação da criança. A NanaDini, almofada para não deixar a cabeça cair durante as sonecas no carro custa R$69,90. E a AgarraDini, faixa para segurar o bebê em cadeiras de restaurante, carrinhos de supermercado e onde mais precisar, R$49,90. Mais que empreendedoras, elas se consideram mães inventoras. "Acima de qualquer outra coisa, nossos produtos são desenvolvidos a partir das nossas dores diárias como mães, o que nos faz ter muita precisão no design, material, função e praticidade. Além disso, primamos pelo uso de matérias-primas e mão de obra nacionais." As gaúchas vendem para todo Brasil. A maior procura pelos produtos da MiniDini é em São Paulo, seguido pelo Rio de Janeiro, Brasília e, então, o Rio Grande do Sul.
As sócias criaram recentemente um movimento intitulado AMOR, -CAOS, com o objetivo de ajudar outras mães a ter equilíbrio na vida atribulada que chega com a maternidade. "O AMOR aborda o que consideramos os quatro pilares fundamentais para a mulher: vida pessoal, a dois, profissional e tempo com os filhos. Tudo isso porque acreditamos, cada dia mais, que mãe feliz é sinônimo de filhos felizes", acredita Fernanda.
Fê e Graci afirmam que tocar o próprio negócio não é fácil, mas a empreitada vale a pena para estar mais perto dos pequenos.
"Como empreendedoras temos mais tempo para acompanhar o crescimento deles de perto. Não que seja fácil empreender, mas conseguimos ter muito mais flexibilidade com nossos horários. Além disso o nosso movimento AMOR, -CAOS nos conecta, diariamente, com outras mães que vivem as mesmas angústias, dilemas e felicidade que nós, tornando a maternidade muito mais completa."
Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio