Foto para a Coluna da Mauren Motta, Crédito Reprodução2 Foto para a Coluna da Mauren Motta, Crédito Reprodução2 Foto: /REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC

Novos e criativos produtos que fazem o bem

O que é um produto realmente inovador para você? É aquele com o melhor da tecnologia embarcada ou é um produto criativo, funcional, que emociona e faz o bem? E se todas essas características estiverem reunidas em um só? Em busca de novidades e ideias durante o SXSW, que rolou em Austin, no Texas, no início do mês, acabei descobrindo coisas interessantes entre o Trade Show e as andanças pela cidade. Na verdade, um empreendedor de raiz está sempre de olhos e ouvidos abertos, certo? Então, foco nas novidades criativas. Você acredita que a luz certa possa proporcionar um clima romântico a ponto de que casais apaixonados, separados pela distância, não se sintam tão sós? Pois a Ping Lamp foi criada justamente para dar uma LUZ aos relacionamentos, não importando onde as metades estejam. Ela se comunica via Wi-Fi e foi pensada em duas partes, que se integram em formato de gota, justamente para ser dividida e acionada quando bate aquela saudadinha. Pronto. Luz acesa na casa de quem está sendo lembrado. Para corresponder, é só tocar na Ping Lamp para que a luz brilhe de volta, ainda mais forte, onde quer que vocês estejam. A ideia singela e lúdica visa aquecer corações em meio à loucura e à solidão das grandes cidades. Fofo!
REPRODUÇÃO/DIVULGAÇÃO/JC
Em tempos de refugiados e muitos moradores de rua, um produto do Trade Show do SXSW me chamou a atenção pelo seu impacto social. Pensado pelo estilista Bas Timmer, o Sheltersuit é uma roupa que vira uma casa na hora que você veste. Projetado na Holanda para ser usado por moradores de rua, o traje é um misto de jaqueta com saco de dormir, à prova d'água, que se encaixam para manter a pessoa aquecida e seca. Sem fins lucrativos e realizado exclusivamente a partir de doações, o Sheltersuit (ou traje-abrigo, em tradução livre), já aqueceu mais de 5 mil moradores de rua. Lindo de ver.
Divulgação/JC
E o que dizer do Aibo, cachorrinho-robô da Sony, que foi atração do evento e que será lançado no mercado norte-americano agora em abril por US$ 2,9 mil? Eu, como cachorreira que sou, demorei, no máximo, três segundos para me apaixonar e começar a interagir com ele como se fosse um dos meus. O Aibo é um robô que se comporta como um cachorro real, graças a um avançado sistema de Inteligência Artificial. É só chamar ou acariciar as costas dele que ele responde na hora. Uma paixão! E mais: ele tira fotos, corre ao redor do dono e detecta sorrisos e elogios. Uma nova tecnologia permite, ainda, que ele se mova de forma suave, como um animal de estimação real, e se lembre de ações que deixam seu dono contente. Os olhos do "bichinho" são feitos com pequenas telas de diodo, emissor orgânico de luz (OLED), o que permite mostrar diferentes expressões. Pode? Muito amado.
>>>"A criatividade exige coragem" - Henri Matisse<<<
Compartilhe
Comentários ( 1 )
  1. Kátia Costa

    Oi Mauren, Amei a matéria! Super inovadora!!! Bjs Kátia Costa

Publicidade
Texto relacionados
Mostre seu Negócio