Peixe para a Serra

Conheci o Mercado Público pouco antes de me mudar para Porto Alegre, em 2007. Eu o frequentava para comer sushi, no Japesca, e seguia o passeio para tomar uma salada de frutas na Banca 40. Minha família, de Bento Gonçalves, aproveitava que eu morava perto do Centro e me incumbia de comprar temperos, chocolates e outros itens que tinham preços mais acessíveis no Mercado. Meu pai, por exemplo, insistia para que eu buscasse peixe para ele, e eu ficava apavorada, pensando como seria carregar o pescado em um ônibus até a Serra. Recordo-me muito daquele dia em 2013, quando houve o incêndio no Mercado. Acompanhei aflita. Foi lastimável ver as chamas consumindo o prédio. Sempre adorei arquitetura antiga, motivo pelo qual sou encantada pelo conjunto do edifício. Outro ponto que me fascina é a miscigenação de frequentadores.

Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Texto relacionados
Mostre seu Negócio