Quando o cliente diz não, é não

Empreendedores e empreendedoras não podem, jamais, deixar de se colocar no lugar do consumidor. Pois, mesmo que você sinta uma pressão constante pela venda, seja para pagar suas contas ou para atingir metas, há pessoas que não querem comprar o seu produto ou o seu serviço, e elas precisam ser respeitadas.

Alguns setores do mercado ultrapassam barreiras e ignoram esse fato. Isso é muito comum no ramo da telefonia móvel e internet.

Recentemente, ouvimos relatos de gente que está tendo problemas para conectar suas redes de Wi-Fi. Ao mesmo tempo, empresas do ramo das telecomunicações estão visitando os condomínios, insistindo a todo custo que haja uma migração para planos de fibra óptica. Quem opta por permanecer no modelo que já tem, com investimento que cabe no orçamento, enfrenta instabilidades no sistema e cortes na transmissão do sinal. É preciso aceitar o não.

E isso vale para todos os segmentos. Claro que o processo de conquista sempre começa com uma negativa que pode avançar para uma compra. Mas, como brincam por aí, é necessário ter "sifragol" - ou seja, se perceber quando o indivíduo está certo de suas escolhas.

Bom senso, leitores e leitoras. Útil para qualquer tipo de relação entre seres humanos, inclusive as profissionais. #ficadica

Compartilhe
Seja o primeiro a comentar

Publicidade
Mostre seu Negócio