Porto Alegre, quinta-feira, 19 de maio de 2022.
Dia Nacional da Defensoria Pública.
Porto Alegre,
quinta-feira, 19 de maio de 2022.

Galeria de imagens

Primeiro soldado russo julgado na Ucrânia por crime de guerra se declara culpado

O primeiro soldado russo julgado na Ucrânia por crimes de guerra, o sargento Vadim Shishimarin (foto), de 21 anos, se declarou culpado nesta quinta-feira (19), em tribunal de Kiev. Shishimarin admitiu ter assassinado um civil de 62 anos no nordeste da Ucrânia, em 28 de fevereiro. À esposa da vítima, o sargento declarou: "sei que você não poderá me perdoar, mas, mesmo assim, peço perdão". Segundo Shishimarin, ele atirou no civil quando estava com outros soldados em retirada da Ucrânia. Os militares tentavam encontrar suas unidades na Rússia, quando acharam um carro civil e o sequestraram. "Queríamos chegar onde estava o nosso exército e voltar para a Rússia", explicou Shishimarin. "Na estrada, enquanto dirigíamos, vimos um homem. Estava falando no telefone e disse que nos entregaria", acrescentou. Conforme Shishimarin, outro soldado russo - que não teve seu nome divulgado - que viajava no mesmo carro ordenou para que atirasse. Em breve, outros soldados russos devem ser julgados na Ucrânia.
 

FOTO Genya SAVILOV/AFP/JC