Porto Alegre, terça-feira, 14 de abril de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre, terça-feira, 14 de abril de 2020.

Galeria de imagens

Francesa desenvolve máscara de proteção inclusiva para surdos

Anissa Mekrabech, toulousiana de 30 anos, foi à farmácia comprar um medicamento. Todos os atendentes usavam máscaras, o que dificultou a interação, pois ela tem surdez moderada. Anissa relata que, após explicar a situação, a atendente fez a gentileza de falar mais alto. No entanto, isso não funciona para todos. Assim, ela decidiu criar uma máscara com transparência para promover a inclusão de surdos e pessoas com dificuldade de audição. A designer de couros se inspirou em um modelo americano para elaborar o item de proteção. "A máscara é minha obsessão. Para mim, é instintivo ler lábios, e ser privada disso é completamente desorientador", explicaP. Ela desenvolveu um protótipo da máscara que consiste em duas tiras de algodão que envolvem um pedaço de acetato (foto) e lançou uma campanha de arrecadação na quarta-feira (8) para melhorar e desenvolver o modelo. Em seis dias, a meta inicial de 5 mil euros foi superada. A quantia já superou 6 mil euros nesta terça (14), e a nova meta subiu para 10 mil.
 

FOTO LIONEL BONAVENTURE/AFP/JC