Porto Alegre, quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Botijão de gás a R$ 40 esgota em poucos minutos em ação de petroleiros

Foram poucos minutos para esgotar a oferta de cem botijões de gás ao preço de R$ 40,00 em uma revenda em Esteio, na Região Metropolitana de Porto Alegre (RMPA). Também teve fila com mais consumidor que a oferta para o produto, subsidiada em uma ação dos petroleiros ligados à Refinaria Alberto Pasqualini (Refap), em greve desde o começo de fevereiro em protesto a cortes em outras unidades. Os botijões tiveram preço menos da metade dos valores praticados no mercado porque a categoria fez uma vaquinha para cobrir os custos de tributos e outros componentes do preço final. O dono da revenda informou ao Sindipetro que vendeu, em menos de uma hora, o que venderia em cinco dias. Cada cliente que comprou a unidade levou o botijão com o selo da ação: “Defender a Petrobras é defender o Brasil”. A categoria é contra a venda de ativos da estatal, que inclui a Refap. Outra ação semelhante foi realizada no início do mês.
 

FOTO SINDIPETRO/DIVULGAÇÃO/JC
13/02/2020 - 16h01min