Porto Alegre, quinta-feira, 05 de setembro de 2019.
Dia da Amazônia.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Oposição pede desculpa a Michelle Bachelet após declarações de Bolsonaro

Deputados da oposição reagiram aos ataques do presidente Jair Bolsonaro à Comissária dos Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU) e ex-presidente do Chile, Michelle Bachelet. Eles estenderam cartazes no plenário com pedidos de desculpas à comissária. Líder do PSOL na Câmara dos Deputados, Ivan Valente (Psol-SP) disse que está colhendo assinaturas para uma moção de solidariedade à ex-presidente chilena. Na última quarta-feira (4), Bolsonaro teceu comentários sobre a ditadura militar no Chile e atacou o pai de Bachelet, morto durante o regime de Augusto Pinochet. O presidente também afirmou que a comissária da ONU defende ''direitos humanos para vagabundos''. As críticas de Bolsonaro a Bechellet vieram após a comissária afirmar em entrevista que o Brasil sofre uma "redução do espaço democrático", especialmente com ataques contra defensores da natureza e dos direitos humanos. Em pronunciamento, o presidente do Chile, Sebastián Piñera, disse não compactuar com as falas de Bolsonaro. 
 

FOTO GUSTAVO BEZERRA/JC
05/09/2019 - 18h58min