Porto Alegre, terça-feira, 03 de setembro de 2019.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

Fiscais do Ministério da Agricultura advertem produtores gaúchos

Produtores gaúchos foram orientados, na terça-feira (3), por fiscais do Ministério da Agricultura (Mapa), junto à Centrais de Abastecimento do Rio Grande do Sul (Ceasa-RS), sobre como proceder para se adaptar à Rastreabilidade de Produtos e Vegetais Frescos, que entrou em vigor desde o dia primeiro de agosto. A regra obriga a colocação de etiquetas contendo todas as informações sobre a produção de alguns alimentos. O grupo indicado pelo órgão inclui: cítricos, maçã, uva, batata, alface, repolho, tomate e pepino. O sistema de rastreabilidade foi criado para garantir maior controle de resíduos agrotóxicos em vegetais e frutas para permitir que o consumidor possa observar a procedência e produção do produto. Os fiscais ainda não irão aplicar multas aos produtores que não estiverem nos conformes da lei, apenas expedir notificações de advertência.
 

FOTO CEASARS/DIVULGAÇÃO/JC
03/09/2019 - 21h31min