Porto Alegre, quinta-feira, 09 de agosto de 2018.
Dia Internacional dos Povos Indígenas.

Jornal do Comércio

Galeria de imagens

PF encerra inquérito sem definir causas de acidente que vitimou Eduardo Campos

Após quatro ano de investigações, o inquérito que apurou as causas do acidente aéreo que vitimou o então candidato à presidência Eduardo Campos (PSB) e outras seis pessoas foi encerrado pela Polícia Federal (PF) sem uma conclusão precisa. Nenhuma pessoa ou empresa foi responsabilizada ou indiciada, e a PF deixou em aberto a possibilidade de a falha que causou a queda do jatinho ter sido mecânica ou humana. A hipótese de sabotagem foi descartada, mas os motivos para o acidente podem ter sido desde uma colisão com urubus ou uma manobra para evitar um choque com os pássaros até a desorientação espacial dos pilotos ou uma pane nos controles de arfagem. O piloto e delegado Rubens Maleiner (foto), que conduziu o inquérito, disse que fatores como a violência do impacto e ausência de um gravador de parâmetros técnicos de voo impediram um resultado mais claro.
 

FOTO Marcelo Camargo/Agência Brasil/JC
09/08/2018 - 17h35min