Porto Alegre, domingo, 10 de outubro de 2021.
Porto Alegre,
domingo, 10 de outubro de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 10/10/2021 às 13h46min.

Internacional goleia Chapecoense em retorno da torcida ao Beira-Rio

Yuri Alberto teve atuação de destaque e marcou três dos cinco gols

Yuri Alberto teve atuação de destaque e marcou três dos cinco gols


RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
O Internacional teve uma atuação de gala no reencontro com a torcida no Beira-Rio, em Porto Alegre. Na manhã deste domingo, com três gols do artilheiro Yuri Alberto, o time goleou a Chapecoense por 5 a 2, em partida válida pela 25.ª rodada do Brasileirão.
O Internacional teve uma atuação de gala no reencontro com a torcida no Beira-Rio, em Porto Alegre. Na manhã deste domingo, com três gols do artilheiro Yuri Alberto, o time goleou a Chapecoense por 5 a 2, em partida válida pela 25.ª rodada do Brasileirão.
A vitória depois de dois jogos coloca o Internacional novamente na cola do G-6, em sétimo lugar, com 36 pontos. O Corinthians tem 37 e é o sexto colocado, mas tem uma partida a mais. Afundada na lanterna, com apenas 12 pontos, a Chapecoense fica cada vez mais próxima do retorno para a Série B.
O Inter começou com um ritmo alucinante e abriu o placar logo no primeiro tempo. Depois de João Paulo defender os chutes de Maurício e Patrick, Yuri Alberto não desperdiçou o rebote. A resposta da Chapecoense veio na sequência em finalização de Bruno Silva. O goleiro Daniel mandou para escanteio.
Em mais uma desatenção da defesa alviverde, o Inter ampliou aos cinco. Taison recebeu cruzamento, teve tempo de dominar e chutar no cantinho. O time gaúcho não diminuiu o ritmo e continuou em cima da Chapecoense. João Paulo evitou gol de Victor Cuesta em cobrança de falta.
O terceiro era questão de tempo e ele aconteceu aos 35 minutos. Yuri Alberto recebeu de Taison nas costas da defesa e bateu na saída do goleiro. Quatro minutos depois, Moisés cruzou, o zagueiro da Chapecoense cortou mal e mandou a bola nos pés de Yuri Alberto que empurrou para as redes.
Sem diminuir o ritmo, Victor Cuesta fez grande jogada e cruzou rasteiro. Dentro da pequena área, Yuri Alberto encheu o pé para fazer o seu quarto gol na partida, aos 46. O gol, porém, foi anulado pelo VAR, que viu falta de Cuesta na origem do lance.
Diego Aguirre fez três alterações no intervalo, sendo uma delas Matheus Cadorini no lugar do artilheiro Yuri Alberto, por precaução, já que está pendurado, assim como Rodrigo Dourado, que também saiu. O Inter, porém, continuou em cima e fez o quinto gol aos 13 minutos.
Heitor cobrou escanteio e Matheus Cadorini, desviou de cabeça, fez o seu primeiro gol como profissional aos 19 anos. Na sequência, a Chapecoense diminuiu com Mike em chute rasteiro da entrada da área aos 16 minutos.
O Inter tirou o pé e acabou sofrendo o segundo aos 34 minutos. Ex-colorado, Mike recebeu cruzamento rasteiro de Busanello e bateu de primeira no cantinho de Daniel. A Chapecoense ainda teve chance de marcar o terceiro, mas Bruno Silva tirou muito do goleiro e mandou para fora. Depois disso, o jogo se encaminhou sem maiores emoções.
Os dois times voltam a campo na quarta-feira, pela 26.ª rodada. O Internacional recebe o América-MG, às 21h30, no Beira-Rio, em Porto Alegre, e a Chapecoense enfrenta o Athletico-PR, às 19 horas, na Arena Condá, em Chapecó (SC).
Agência Estado

Ficha Técnica

Internacional
Daniel; Saravia (Heitor), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Moisés; Rodrigo Dourado (Boschilia), Rodrigo Lindoso, Maurício e Patrick (Gustavo Maia); Taison (Paulo Vitor) e Yuri Alberto (Matheus Cadorini). Técnico: Diego Aguirre.
Chapecoense
João Paulo; Matheus Ribeiro, Ignácio, Jordan e Mancha (Busanello); Moisés Ribeiro (Kaio Nunes), Renê Júnior (Anderson Leite) e Denner (Lima); Geuvânio (Marquinho), Mike e Bruno Silva. Técnico: Pintado.
Gols
Yuri Alberto, a um, aos 35 e aos 39, e Taison, aos cinco minutos do primeiro tempo. Matheus Cadorini, aos 12, e Mike, aos 16 e aos 34 minutos do segundo tempo.
 
 
Conteúdo Publicitário
Comentários CORRIGIR TEXTO