Porto Alegre, quinta-feira, 13 de maio de 2021.
Porto Alegre,
quinta-feira, 13 de maio de 2021.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Sul-Americano

- Publicada em 15h50min, 13/05/2021.

Finais da Libertadores e da Sul-Americana 2021 serão no Uruguai

Estádio Centenário, em Montevidéu, será o palco das finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021

Estádio Centenário, em Montevidéu, será o palco das finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021


PABLO PORCIUNCULA/AFP/JC
O Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, será o palco das finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (13) em reunião do conselho da Conmebol (a confederação de futebol da América do Sul).
O Estádio Centenário, em Montevidéu, no Uruguai, será o palco das finais da Libertadores e da Copa Sul-Americana de 2021. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (13) em reunião do conselho da Conmebol (a confederação de futebol da América do Sul).
Pela explicação divulgada pela entidade, a escolha aconteceu porque o Uruguai estará em uma boa condição sanitária no final de 2021, com alta taxa da população vacinada contra a Covid-19. A capital uruguaia não estava entre as candidatas para receber a Libertadores, que será em 20 de novembro. A decisão da Copa Sul-Americana está marcada para o dia 6 do mesmo mês.
Em 2022, o estádio Mané Garrincha, em Brasília, vai receber a final da Sul-Americana. Já a decisão da Libertadores do próximo ano será em Guayaquil, no Equador.
De acordo com a confederação, a realização dos dois jogos em novembro deste ano no Centenário representa um "relançamento" do estádio, que receberá investimentos para uma reforma que tem como objetivo final o desejo de Uruguai, Argentina e Paraguai de abrigarem, em conjunto, a Copa do Mundo de 2030.
O presidente do país, Luis Alberto Lacalle Pou, foi um dos intermediários da doação chinesa de vacinas à Conmebol para que a entidade as distribuísse às federações nacionais e imunizasse atletas envolvidos em competições continentais.
Na reunião do conselho da entidade, também foi mantida a realização da Copa América deste ano na Argentina e Colômbia. Havia a dúvida sobre a possibilidade de os colombianos receberem o evento por causa dos protestos populares que acontecessem atualmente nas principais cidades do país.
Comentários CORRIGIR TEXTO
Conteúdo Publicitário