Porto Alegre, sexta-feira, 13 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 13 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Eliminatórias Sul-Americanas

- Publicada em 08h26min, 13/11/2020. Atualizada em 15h20min, 13/11/2020.

Sem tempo para se recuperar de lesão, Neymar é desconvocado da seleção brasileira

Camisa 10 se machucou durante partida na Liga dos Campeões

Camisa 10 se machucou durante partida na Liga dos Campeões


LUCAS FIGUEIREDO/CBF/DIVULGAÇÃO/JC
Neymar está desconvocado da seleção brasileira. Após quatro dias de tratamentos na Granja Comary, em Teresópolis, o departamento médico constatou nesta quinta-feira que não haveria tempo hábil para recuperação do jogador antes da partida contra o Uruguai, na terça-feira (17), válida pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo.
Neymar está desconvocado da seleção brasileira. Após quatro dias de tratamentos na Granja Comary, em Teresópolis, o departamento médico constatou nesta quinta-feira que não haveria tempo hábil para recuperação do jogador antes da partida contra o Uruguai, na terça-feira (17), válida pela quarta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas da Copa do Mundo.
O astro do Paris Saint-Germain se apresentou à seleção ainda em fase de tratamento de uma lesão no músculo adutor da perna esquerda sofrida em jogo da Liga dos Campeões da Europa. Havia expectativa de que ele evoluísse a tempo de enfrentar o Uruguai, o que não se confirmou. Neymar chegou a fazer sessões de fisioterapia de manhã, à tarde e à noite, juntamente com corridas leves em volta dos gramados e exercícios de mobilidade, para tentar estar à disposição de Tite.
"O jogador se apresentou na segunda-feira e, desde então, foi submetido a um trabalho intensivo de fisioterapia. Ele apresentou boa evolução, mas não suficiente para que estivesse disponível para o jogo contra o Uruguai", explicou o médico da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar.
"Hoje, ao chegarmos em São Paulo, nós já tínhamos um exame programado de ultrassonografia para acompanharmos a resposta da sua cicatrização da sua lesão e esse exame confirmou que está havendo uma evolução, mas que o jogador não está pronto para jogar", completou.
Sem poder contar com Neymar, e também Philippe Coutinho, cortado em virtude de um problema muscular na coxa esquerda, Tite vai escalar o trio de ataque com Richarlison, Gabriel Jesus e Roberto Firmino. Éverton Ribeiro será o substituto do meio-campista do Barcelona. O Brasil entra em campo nesta sexta-feira para enfrentar a Venezuela, às 21h30, no Morumbi. Quatro dias depois, em Montevidéu, os comandados de Tite fazem sua última partida do ano contra o Uruguai, no Estádio Centenário, às 20 horas (Brasília).
Agência Estado
Comentários CORRIGIR TEXTO