Porto Alegre, quinta-feira, 05 de novembro de 2020.
Dia Nacional da Cultura, Dia do Cinema Brasileiro e Dia do Designer.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quinta-feira, 05 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Automobilismo

- Publicada em 21h48min, 05/11/2020.

Alonso relembra retorno ruim de Schumacher à F1: 'Comigo pode ser diferente'

Piloto espanhol voltará à categoria na próxima temporada, comandando carro da Renault

Piloto espanhol voltará à categoria na próxima temporada, comandando carro da Renault


BAHRAIN INTERNATIONAL CIRCUIT/AFP/JC
Fernando Alonso retornará à Fórmula 1 em 2021, duas temporadas após deixar a principal categoria do automobilismo mundial. Isso lembra o que aconteceu com Michael Schumacher, que voltou em 2010, três anos após uma primeira parada. Apesar do alemão não ter brilhado na segunda vez, o espanhol acredita que conseguirá.
Fernando Alonso retornará à Fórmula 1 em 2021, duas temporadas após deixar a principal categoria do automobilismo mundial. Isso lembra o que aconteceu com Michael Schumacher, que voltou em 2010, três anos após uma primeira parada. Apesar do alemão não ter brilhado na segunda vez, o espanhol acredita que conseguirá.
"Michael teve os melhores carros durante a carreira e quando voltou tinha um normal. Todos ficaram desapontados. Comigo pode ser diferente. Tive carros ruins nos últimos cinco anos da minha carreira e agora minha volta pode surpreender as pessoas", afirmou Alonso em entrevista ao jornal francês L'Équipe.
Na temporada de 2021, Alonso voltará a correr pela Renault, equipe pela qual foi bicampeão mundial em 2005 e 2006. A escuderia francesa é a terceira no atual Mundial de Construtores com 135 pontos, atrás apenas da Mercedes e da Red Bull, e um ponto à frente da McLaren.
Alonso também fez uma comparação entre o inglês Lewis Hamilton e Schumacher. "Lewis e Michael são dois grandes campeões, um piloto não ganha seis ou sete títulos do nada. Eles sempre tiveram carros dominantes, mas na Fórmula 1 isso acontece. Eles nunca cometeram erros, embora também tenham seus pontos fracos", avaliou o espanhol.
Comentários CORRIGIR TEXTO