Porto Alegre, terça-feira, 03 de novembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 03 de novembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Fórmula 1

- Publicada em 03h00min, 03/11/2020. Atualizada em 14h47min, 03/11/2020.

Próximo do hepta, Hamilton não garante presença na F-1 em 2021

Além de Hamilton, o chefe da equipe Toto Wolff não tem a permanência assegurada na Mercedes

Além de Hamilton, o chefe da equipe Toto Wolff não tem a permanência assegurada na Mercedes


/LUCA BRUNO/AFP/JC
Lewis Hamilton pode se sagrar sete vezes campeão da Fórmula 1, no próximo dia 15, no GP da Turquia. Mas a possibilidade desta conquista não garante o inglês na temporada 2021. O próprio piloto "não tem garantias" de que vai guiar a Mercedes ano que vem.
Lewis Hamilton pode se sagrar sete vezes campeão da Fórmula 1, no próximo dia 15, no GP da Turquia. Mas a possibilidade desta conquista não garante o inglês na temporada 2021. O próprio piloto "não tem garantias" de que vai guiar a Mercedes ano que vem.
"Eu gostaria de estar aqui no próximo ano, mas não há garantias disso, com certeza", disse Hamilton, ao ser questionado sobre a possibilidade do austríaco Toto Wolff deixar a chefia da Mercedes, que conquistou em Ímola, neste domingo, o sétimo título consecutivo de Construtores. "Nem sei se estarei aqui no próximo ano."
Vencedor pela 93ª vez na principal categoria do automobilismo, Hamilton, aos 35 anos, completou: "Eu me sinto ótimo e ainda muito forte... mas você falou de Toto e vida útil e há muitas coisas que estão na minha mente", disse o britânico, em entrevista a vários repórteres no circuito de Ímola, na Itália.
Hamilton soma 282 pontos, contra 197 de Valtteri Bottas, seu companheiro na Mercedes. Para ser campeão na Turquia, com três corridas antes do final da temporada (duas no Bahrein e outra em Abu Dhabi), o inglês vai precisar somar oito pontos a mais que o finlandês.
Comentários CORRIGIR TEXTO