Porto Alegre, segunda-feira, 28 de setembro de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 28 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Seleção Brasileira

- Publicada em 22h27min, 28/09/2020.

Técnicos das equipes feminina principal e sub-20 fazem observação de jogadoras

Técnica Pia Sundhage tem acompanhado partidas do Brasileirão por todo o País

Técnica Pia Sundhage tem acompanhado partidas do Brasileirão por todo o País


THAÍS MAGALHÃES/CBF/JC
Pia Sundhage e Jonas Urias, técnicos das seleções femininas principal e sub-20, respectivamente, estão fazendo um tour pelos jogos do Brasileirão e também nos treinos para observar jogadoras que podem ser novidade ou convocadas novamente pela equipe nacional. A ideia é acompanhar de perto quem vem se destacando.
Pia Sundhage e Jonas Urias, técnicos das seleções femininas principal e sub-20, respectivamente, estão fazendo um tour pelos jogos do Brasileirão e também nos treinos para observar jogadoras que podem ser novidade ou convocadas novamente pela equipe nacional. A ideia é acompanhar de perto quem vem se destacando.
Pia vem realizando diversos períodos de testes na Granja Comary, já visando as Olimpíadas do Japão, adiada para 2021. O trabalho de Urias é encontrar as jovens que defenderão as cores do País na fase final do Sul-Americano sub-20, em novembro.
Na terça-feira (29), Pia, Jonas e a coordenadora de seleções, Duda Luizelli, vão acompanhar o treino do Fluminense, no Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras, em Xerém, no Rio de Janeiro. O objetivo é assistir as atividades do clube carioca que se prepara para a estreia no Brasileiro Feminino A-2, previsto para outubro.
"Será um momento muito importante para o Fluminense, uma honra poder recebê-los em nosso CT. O clube tem investido para que o feminino possa continuar crescendo em busca da nossa meta principal que é o acesso no Brasileiro", festeja Amanda Storck, gerente de futebol feminino do Fluminense. "Tê-los aqui, principalmente agora, quando iniciamos a caminhada no campeonato e já nas novas instalações do CT de Xerém, será muito especial", afirmou.
O trabalho em conjunto faz parte do planejamento de integrar as comissões técnicas para uma troca de informações sobre qual a metodologia seguir em todas as categorias. Desta maneira, jovens atletas já chegariam à seleção principal cientes do que será exigido delas.
"Começamos a desenhar alguns métodos e processos, porque eu acho que a integração de todas as comissões técnicas em todo esse processo é muito importante para evoluirmos", afirma a ex-jogadora Duda Luizelli, nova coordenadora das seleções femininas.
No domingo (27), a auxiliar-técnica Beatriz Vaz e o analista de desempenho Ricardo Pombo acompanharam o jogo entre São José x São Paulo. "Queremos estar todos conectados em todas as categorias, com o trabalho unificado e a gestão para podermos usufruir o máximo possível do conhecimento da Pia e da Lilie. Tenho certeza que conseguiremos ter os melhores processos e métodos de uma seleção nacional", concluiu Duda.
Comentários CORRIGIR TEXTO