Porto Alegre, sábado, 05 de setembro de 2020.
Dia da Amazônia.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 05 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Inter

- Publicada em 19h14min, 04/09/2020. Atualizada em 17h41min, 05/09/2020.

O Povo do Clube promove lives focadas na inclusão dos torcedores colorados

O Povo do Clube quer ficar ainda mais próximo dos torcedores colorados durante a pandemia da Covid-19. Pensando no papel que o Internacional representa, de clube mais inclusivo para as mulheres no Brasil, seja nas arquibancadas ou na política institucional, o movimento promoverá nos 13 e 26 de setembro duas lives temáticas.
O Povo do Clube quer ficar ainda mais próximo dos torcedores colorados durante a pandemia da Covid-19. Pensando no papel que o Internacional representa, de clube mais inclusivo para as mulheres no Brasil, seja nas arquibancadas ou na política institucional, o movimento promoverá nos 13 e 26 de setembro duas lives temáticas.
Com o objetivo de tornar o estádio um lugar mais acessível, diverso e livre de preconceitos, o movimento O Povo do Clube convoca mulheres, homens, pessoas não binárias, comunidades LGBTQIA+, portadores de necessidades especiais e todos que queiram construir um espaço mais democrático e moderno, para assistir as lives do projeto “A mulherada faz o Inter”. As inscrições podem ser feitas no link https://bit.ly/2GrpuFn.
No domingo (13), às 14h, o coletivo promoverá um aquece para o jogo com a live “Um Inter sem preconceitos, livre de machismo”. Para falar sobre o tema, dois pesquisadores da área de gênero e diversidade, reconhecidos no ambiente social e acadêmico, participarão da transmissão ao vivo, abordando questões sobre machismo e racismo estrutural, além de assédio e violências simbólicas.
Já no sábado (26), também às 14h, o movimento promoverá um debate sobre o plano de gestão d’O Povo do Clube, contemplando questões como gênero, diversidade e inclusão.
Comentários CORRIGIR TEXTO