Porto Alegre, quarta-feira, 09 de setembro de 2020.
Dia do Administrador e do Médico Veterinário.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 09 de setembro de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Espanhol

- Publicada em 09h30min, 02/09/2020. Atualizada em 22h18min, 09/09/2020.

É difícil que Messi continue no Barcelona, diz pai na chegada à Espanha

O pai e empresário de Lionel Messi, Jorge Messi, disse nesta quarta-feira (2) ser difícil a permanência do filho no Barcelona. Na chegada à Espanha para negociar a rescisão, Jorge respondeu rapidamente a perguntas de jornalistas, indicando que a decisão é irreversível. "Difícil que continue", disse Jorge, que nesta manhã se reuniu com advogados pessoais para discutir a situação contratual do filho.
O pai e empresário de Lionel Messi, Jorge Messi, disse nesta quarta-feira (2) ser difícil a permanência do filho no Barcelona. Na chegada à Espanha para negociar a rescisão, Jorge respondeu rapidamente a perguntas de jornalistas, indicando que a decisão é irreversível. "Difícil que continue", disse Jorge, que nesta manhã se reuniu com advogados pessoais para discutir a situação contratual do filho.
Uma reunião com o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, deve ocorrer nas próximas horas. Jorge Messi ainda disse que "não sabe nada do Manchester City" e não falou com Pep Guardiola, esquivando-se sobre o possível destino do filho em caso de rescisão com o clube catalão.
Messi não se apresentou na última segunda-feira (31) à primeira sessão de treinos do Barcelona na nova temporada, e mantém sua postura de deixar o clube. O atleta considera que poderia sair sem custo da equipe catalã graças a uma cláusula de seu contrato. No entanto, a liga espanhola disse no domingo que a única maneira que um clube poderia contratar o argentino seria através do pagamento da multa rescisória, que é de 700 milhões de euros. (cerca de R$ 4,5 bilhões).
Folhapress
Comentários CORRIGIR TEXTO