Porto Alegre, quarta-feira, 05 de agosto de 2020.
Dia Nacional da Saúde/ Farmácia .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 05 de agosto de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Futebol Brasileiro

- Publicada em 19h15min, 05/08/2020. Atualizada em 19h19min, 05/08/2020.

Santos demite Jesualdo e prioriza nome experiente no mercado

Treinador deixa o Peixe após 15 jogos, com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas

Treinador deixa o Peixe após 15 jogos, com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas


Ivan Storti/Santos FC/Divulgação/JC
O Santos oficializou nesta quarta-feira (5) a demissão de Jesualdo Ferreira, 74 anos. A queda do técnico português foi precipitada pela eliminação para a Ponte Preta, na última quinta-feira (30), na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.
O Santos oficializou nesta quarta-feira (5) a demissão de Jesualdo Ferreira, 74 anos. A queda do técnico português foi precipitada pela eliminação para a Ponte Preta, na última quinta-feira (30), na Vila Belmiro, pelas quartas de final do Campeonato Paulista.
O clube já definiu como alvo a busca por um nome também experiente como substituto. A avaliação inicial da cúpula santista é de que o momento de crise interna não permite a aposta em um perfil mais jovem, com menos bagagem.
Antes da vinda de Jesualdo, os argentinos Sebástian Beccaecce, 39, e Gabriel Heinze, 42, estavam entre os favoritos. O primeiro está empregado no Racing e o segundo deixou o comando do Vélez Sarsfield em março.
A decisão pelo rompimento do vínculo com Jesualdo foi tomada após nova reunião entre o presidente José Carlos Peres e os sete membros do Comitê de Gestão do clube. A equipe estreia no Campeonato Brasileiro no domingo (9), contra o Red Bull Bragantino.
O treinador deixa o Santos após 15 jogos, com seis vitórias, quatro empates e cinco derrotas, um aproveitamento de 48,8% dos pontos. Desempenho comparável ao de Jair Ventura, primeiro treinador da era Peres no clube, que teve aproveitamento de 44,4% no Santos.
Comentários CORRIGIR TEXTO