Porto Alegre, quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Dia da Indústria Gráfica.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 24 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Inter

Notícia da edição impressa de 24/06/2020. Alterada em 24/06 às 03h00min

Direção planeja pagamentos dos salários até o final desta semana

Direção colorada aguarda empréstimo junto à CBF para quitar salários dos atletas

Direção colorada aguarda empréstimo junto à CBF para quitar salários dos atletas


/MARCO QUINTANA/JC
Deivion Ávila

Pela primeira vez na gestão Marcelo Medeiros, os salários dos jogadores sofreram um atraso. O pagamento, que era para ser efetuado até o dia 5, deve ser concretizado até sexta-feira ou no máximo na segunda. O valor que auxiliará à direção virá de crédito oferecido pela Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), referente às cotas de televisionamento. A quantia de cerca de R$ 7 milhões colocará os vencimentos dos atletas em dia, já que eles acordaram uma redução de 25% em seus ganhos.

Pela primeira vez na gestão Marcelo Medeiros, os salários dos jogadores sofreram um atraso. O pagamento, que era para ser efetuado até o dia 5, deve ser concretizado até sexta-feira ou no máximo na segunda. O valor que auxiliará à direção virá de crédito oferecido pela Confederação Brasileiro de Futebol (CBF), referente às cotas de televisionamento. A quantia de cerca de R$ 7 milhões colocará os vencimentos dos atletas em dia, já que eles acordaram uma redução de 25% em seus ganhos.

Os jogadores já foram comunicados e estão cientes do atraso. A crise financeira provocada pela pandemia do novo coronavírus vem causando dor de cabeça paras os gestores dos clubes em todo o País. De acordo com o presidente Marcelo Medeiros, o atraso não atingiu os funcionários do clube, nem as categorias de base, sendo que estes valores são de menor custo aos cofres colorados. A falta de fluxo de caixa, a redução de alguns patrocínios, a ausência de bilheteria e a queda de associados são alguns dos fatores que provocaram o atraso. De acordo com o balanço do clube, o Inter encerrou os primeiros quatro meses do ano com um déficit de R$ 51 milhões.

Comentários