Porto Alegre, segunda-feira, 08 de junho de 2020.
Dia do Citricultor.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 08 de junho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Grêmio

Notícia da edição impressa de 08/06/2020. Alterada em 07/06 às 20h57min

Direção pede à Fifa urgência por dívida em negócio com Grohe

Goleiro foi vendido aos sauditas do Al-Ittihad, que ainda deve 1,3 milhão de euros

Goleiro foi vendido aos sauditas do Al-Ittihad, que ainda deve 1,3 milhão de euros


ITAMAR AGUIAR/AFP/JC
O Grêmio enviou um pedido de urgência à Fifa na ação que cobra o Al-Ittihad. O clube saudita deve parcelas da transferência de Marcelo Grohe, que saiu após 19 anos. A ideia da direção é tentar acelerar o processo de execução para forçar os dirigentes árabes a quitarem os cerca de 1,3 milhão de euros (R$ 7,2 milhões) dos 2,7 milhões de euros (R$ 15,1 milhões) do total da transação.
O Grêmio enviou um pedido de urgência à Fifa na ação que cobra o Al-Ittihad. O clube saudita deve parcelas da transferência de Marcelo Grohe, que saiu após 19 anos. A ideia da direção é tentar acelerar o processo de execução para forçar os dirigentes árabes a quitarem os cerca de 1,3 milhão de euros (R$ 7,2 milhões) dos 2,7 milhões de euros (R$ 15,1 milhões) do total da transação.
A diretoria do Al-Ittihad foi notificada no fim de 2019, mas não indicou pagamento. Além do Grêmio, o clube deve para outros times e para jogadores. Procurado, o estafe de Grohe não foi encontrado para comentar eventual dívida com o goleiro.
O pedido tricolor por urgência não tem resguardo específico nos regulamentos da Fifa. É apenas uma solicitação para obter celeridade no processo. A busca do Grêmio por créditos se intensificou durante a pandemia do novo coronavírus. O clube tem, pelo menos, seis casos de inadimplência dentro e fora do Brasil.
Comentários