Porto Alegre, terça-feira, 19 de maio de 2020.
Dia Nacional da Defensoria Pública.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 19 de maio de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Tênis

19/05/2020 - 20h50min. Alterada em 19/05 às 20h50min

ATP define apoio financeiro e beneficiará brasileiros em meio à pandemia

Entre os beneficiados do País está o jovem Thiago Wild, 114º do mundo

Entre os beneficiados do País está o jovem Thiago Wild, 114º do mundo


Garrett Ellwood/USTA /Fotos Públicas/JC
As principais entidades do tênis mundial definiram, nesta terça-feira (19), os critérios de ajuda financeira que devem ter impacto direto na rotina dos brasileiros. Até 19 atletas do País poderão receber o benefício, que vai variar de US$ 1 mil (R$ 5,7 mil) a US$ 8.650 (R$ 49,8 mil). Os contemplados devem ser notificados nos próximos dias.
As principais entidades do tênis mundial definiram, nesta terça-feira (19), os critérios de ajuda financeira que devem ter impacto direto na rotina dos brasileiros. Até 19 atletas do País poderão receber o benefício, que vai variar de US$ 1 mil (R$ 5,7 mil) a US$ 8.650 (R$ 49,8 mil). Os contemplados devem ser notificados nos próximos dias.
A Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) apresentou os critérios para definir quem se enquadra na ajuda, que serve para compensar as perdas financeiras dos últimos meses. Os circuitos masculino e feminino foram paralisados na metade de março, poucos dias antes do início do Masters 1000 de Indian Wells, nos Estados Unidos. Na semana passada, a ATP e a Associação do Tênis Feminino (WTA) anunciaram que a suspensão das competições será estendida até 31 de julho devido à pandemia.
Diante da situação difícil dos atletas pelo mundo, as principais entidades do mundo e os quatro torneios do Grand Slam anunciaram uma ajuda de US$ 6 milhões (R$ 35 milhões) aos tenistas. A cifra será dividida igualmente entre homens e mulheres, para 800 jogadores de simples e de duplas.
Pelos critérios, serão beneficiados tenistas que têm ranking de simples entre a 101ª e a 500ª posição. E, entre 51º e 175º, nas duplas. Além disso, o atleta precisa se enquadrar em duas exigências: ter recebido até US$ 250 mil nos últimos 12 meses e não ter embolsado mais de US$ 1 milhão nos últimos quatro anos.
Pelos critérios apontados no documento, o Brasil pode ter 13 tenistas do masculino contemplados pelo programa maior, como o jovem Thiago Wild (114º do mundo) e os veteranos Thomaz Bellucci (289º) e Rogério Dutra Silva (424º). E mais seis no feminino.
Comentários