Porto Alegre, segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Dia do Amigo.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
segunda-feira, 20 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Esportes

- Publicada em 03h03min, 06/05/2020. Alterada em 03h00min, 06/05/2020.

Notas Esportivas

  • Futebol nacional - Jogadores de diferentes clubes do País divulgaram um vídeo em que pedem união da classe para que a volta ao trabalho ocorra de modo seguro em meio à pandemia do coronavírus e também para contestar possíveis mudanças na legislação. O material foi preparado pela Federação Nacional de Atletas Profissionais (Fenapaf).
  • Inglaterra - O retorno do Campeonato Inglês após a pandemia do coronavírus pode ser marcado por partidas mais curtas para aliviar os jogadores. Pelo menos é o que sugeriu o presidente da Associação Inglesa de Futebol Profissional, Gordon Taylor. A Fifa propôs ainda aumentar para cinco o número de substituições para evitar lesões e fadiga nos atletas.
  • Coreia do Sul - A liga profissional de beisebol coreana abriu a temporada ontem, com cinco partidas, após o adiamento da competição em cinco semanas devido à pandemia de Covid-19. Desde o fim de abril, o país já realizava jogos de pré-temporada.
  • Fluminense - O retorno do atacante Fred ao clube carioca é uma questão de tempo. Nesta semana, representantes das duas partes terão uma conversa na qual será formalizada uma oferta. Em meio à paralisação devido ao coronavírus, a volta do camisa 9 deu uma recuada.
  • Botafogo - A diretoria confirmou cortes no departamento pessoal em função da queda nas receitas provocadas pelo coronavírus. As saídas se deram no mesmo dia em que o elenco recebeu instruções para treinar em casa com o fim das férias.
  • Fórmula 1 - O ex-CEO da categoria, Bernie Ecclestone, disse, em entrevista à revista britânica Autocar, que o piloto da Ferrari Sebastian Vettel está sendo deixado em segundo plano pela escuderia italiana por causa de seu jovem companheiro, Charles Leclerc. Ele disse ainda que o alemão nunca deveria ter deixado a Red Bull, equipe pela qual foi tetracampeão mundial.
Comentários CORRIGIR TEXTO