Porto Alegre, terça-feira, 21 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
terça-feira, 21 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Inter

- Publicada em 20h57min, 04/03/2020. Atualizada em 20h57min, 04/03/2020.

Coudet comemora a evolução dos atletas no entendimento do jogo

Marcos Guilherme deu mais dinâmica ao ataque colorado na partida contra a La U

Marcos Guilherme deu mais dinâmica ao ataque colorado na partida contra a La U


RICARDO DUARTE/DIVULGAÇÃO/INTER/JC
A vitória por 3 a 0 sobre o Universidad Católica marcou um divisor de águas no início de trabalho de Eduardo Coudet no Inter. Após obter a classificação na pré-Libertadores sobre o Tolima, o técnico argentino afirmou que a vaga conquistada no Grupo E permitiria ao seu time ter uma margem de erro e que mudanças iriam acontecer. Na partida de terça-feira (3), ele provou isso: sacou Lindoso e colocou Marcos Guilherme na equipe.
A vitória por 3 a 0 sobre o Universidad Católica marcou um divisor de águas no início de trabalho de Eduardo Coudet no Inter. Após obter a classificação na pré-Libertadores sobre o Tolima, o técnico argentino afirmou que a vaga conquistada no Grupo E permitiria ao seu time ter uma margem de erro e que mudanças iriam acontecer. Na partida de terça-feira (3), ele provou isso: sacou Lindoso e colocou Marcos Guilherme na equipe.
O Colorado atacou o tempo todo e poderia ter vencido com um placar maior. Coudet comemorou a boa atuação, mas não quis falar do Grenal histórico da próxima quinta-feira (12), pela 2ª rodada da competição. "Depois, vou pensar como vai ser o próximo jogo da Libertadores. Não posso pensar nele, pois temos um compromisso em casa no domingo. Noto um progresso. Um melhor entendimento da ideia e da forma."
Após a folga desta quarta-feira (4), os jogadores se reapresentam na manhã desta quinta-feira (5) para iniciar a preparação para o enfrentamento com o Brasil-Pel, domingo (8), às 19h, no Beira-Rio. A tendência é de que seja uma equipe alternativa.
Comentários CORRIGIR TEXTO