Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Surfe

Edição impressa de 30/01/2020. Alterada em 30/01 às 03h00min

Medina planeja perder peso e pode trocar de prancha para Olimpíada

De férias, surfista brasileiro volta aos treinos no próximo dia 5

De férias, surfista brasileiro volta aos treinos no próximo dia 5


/ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO/JC

Dono de dois títulos mundiais e considerado um dos maiores surfistas da atualidade, Gabriel Medina já tem uma estratégia para se dar bem nas Olimpíadas de Tóquio. Ele admite que vai emagrecer e, se necessário, trocar de prancha, coisas não muito comuns aos competidores da modalidade. Medina diz que as ondas no Japão são menores e se ele estiver mais magro, terá mais agilidade nas baterias. A escolha de uma nova prancha segue o mesmo raciocínio.

Dono de dois títulos mundiais e considerado um dos maiores surfistas da atualidade, Gabriel Medina já tem uma estratégia para se dar bem nas Olimpíadas de Tóquio. Ele admite que vai emagrecer e, se necessário, trocar de prancha, coisas não muito comuns aos competidores da modalidade. Medina diz que as ondas no Japão são menores e se ele estiver mais magro, terá mais agilidade nas baterias. A escolha de uma nova prancha segue o mesmo raciocínio.

Como está o planejamento para a temporada?

Gabriel Medina - Eu volto a treinar no próximo dia 5. O foco inicialmente está no Circuito Mundial, mas claro que tem as Olimpíadas e vou precisar de uma preparação especial (pela primeira vez nos Jogos o surfe fará parte do programa olímpico). No Japão a onda é fraca e pequena, então tenho de estar leve, tenho de perder peso e até mudar a prancha, se for o caso.

Ontem foi lançado um filme contando a trajetória de Medina. Qual abordagem terá seu documentário?

Medina - O filme conta minha trajetória até hoje. Todas as coisas que passei, as muitas vitórias, as muitas derrotas, e minha vida também. Todos conhecem o surfista de hoje, mas não sabem o que passei para chegar até aqui. Então esse filme vai poder contar minha história. Estou bastante feliz, é um projeto que venho trabalhando faz tempo e finalmente saiu.

Você terminou a temporada envolvido em polêmica com o Caio Ibelli, em Pipeline. Acha que isso pode te atrapalhar?

Medina - Faz parte do jogo. Não fiz nada que não estava na regra. Toda bateria estou lá para ganhar. Se estiver na regra, vou fazer o que for possível para ganhar. Muita gente falou sobre isso, a repercussão foi grande. Ninguém nunca tinha feito e a galera ficou um pouco em choque. É coisa de competição e eu estou ali para ganhar.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia