Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 29 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

tênis

29/01/2020 - 11h30min. Alterada em 29/01 às 11h30min

Thiem elimina Nadal e faz semifinal com Zverev no Aberto da Austrália

Austríaco Dominic Thiem (d) avançou às quartas de final do Grand Slam

Austríaco Dominic Thiem (d) avançou às quartas de final do Grand Slam


DAVID GRAY / AFP/ JC
Não será no Aberto da Austrália que Rafael Nadal igualará o recorde de 20 títulos de Grand Slam do suíço Roger Federer. Nesta quarta-feira, a busca pelo feito foi interrompida com a eliminação nas quartas de final em Melbourne ao perder para o austríaco Dominic Thiem por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 7/6 (7/4), 4/6 e 7/6 (8/6), em 4 horas e 10 minutos.
Não será no Aberto da Austrália que Rafael Nadal igualará o recorde de 20 títulos de Grand Slam do suíço Roger Federer. Nesta quarta-feira, a busca pelo feito foi interrompida com a eliminação nas quartas de final em Melbourne ao perder para o austríaco Dominic Thiem por 3 sets a 1, com parciais de 7/6 (7/3), 7/6 (7/4), 4/6 e 7/6 (8/6), em 4 horas e 10 minutos.
Assim, Thiem se classificou para a sua quinta semifinal de Grand Slam após uma partida marcada por pontos eletrizantes e longos. Mas será a primeira fora de Roland Garros. Mais significativo: o resultado acabou com a série de sete semifinais em torneios consecutivos do espanhol nos Grand Slams, um período durante o qual ele ganhou três troféus para diminuir sua diferença em relação a Federer.
O último Grand Slam sem Nadal nas semifinais havia sido no Aberto da Austrália de 2018, sendo que no ano passado ele perdeu a decisão para o sérvio Novak Djokovic. Mas Melbourne está longe de ser o Major preferido de Nadal, tanto que só foi campeão por lá em 2009, acumulando duas taças de Wimbledon, quatro do US Open e 12 de Roland Garros.
Thiem estava em desvantagem de 5 a 0 para Nadal nos Grand Slams, incluindo derrotas nas decisões em Paris nos últimos dois anos. Mas esta foi diferente, com o austríaco vencendo 24 dos 16 pontos com nove ou mais trocas de bolas. Ele também conseguiu suportar o desafio físico de encarar o espanhol e escolheu os momentos adequados para subir à rede.
Agora, Thiem jogará com Alexander Zverev por um lugar na final do Aberto da Austrália. O alemão chegou à sua primeira semifinal de Grand Slam ao superar um terrível início de partida para derrotar o suíço Stan
Também nesta quarta-feira, Federer foi multado em US$ 3 mil (aproximadamente R$ 12,6 mil) por ter realizado alguns xingamentos durante o terceiro dos cinco sets da sua partida contra o norte-americano Tennys Sandgren, pelas quartas de final, na terça. Ele ainda discutiu com a arbitragem depois de ser advertido por suas obscenidades. Nas semifinais, sexta-feira, o suíço terá pela frente Djokovic.
Estadão Conteúdo
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia