Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 28 de janeiro de 2020.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Edição impressa de 28/01/2020. Alterada em 28/01 às 10h12min

Thiago Neves chega sob desconfiança do torcedor gremista

Depois de um 2019 conturbado, jogador fez acordo e deixou o Cruzeiro

Depois de um 2019 conturbado, jogador fez acordo e deixou o Cruzeiro


CRUZEIRO/DIVULGAÇÃO/JC
A aprovação não é unânime, mas o Grêmio pagou para ver e anunciou ontem a contratação de Thiago Neves. O vínculo com o jogador é até o fim desta temporada e ele assinou um contrato de produtividade. O meia desembarcou ontem em Porto Alegre e deve ser apresentado oficialmente nos próximos dias. Além dele, o próximo reforço será o meia-atacante Diego Souza. Outro nome que não é do agrado de todos, mas também chegará para reforçar o elenco gremista.
A aprovação não é unânime, mas o Grêmio pagou para ver e anunciou ontem a contratação de Thiago Neves. O vínculo com o jogador é até o fim desta temporada e ele assinou um contrato de produtividade. O meia desembarcou ontem em Porto Alegre e deve ser apresentado oficialmente nos próximos dias. Além dele, o próximo reforço será o meia-atacante Diego Souza. Outro nome que não é do agrado de todos, mas também chegará para reforçar o elenco gremista.
Os dois nomes chegam com o aval do técnico Renato Portaluppi. No caso de Thiago Neves, o técnico trabalhou com ele no Fluminense, com o meia sendo um dos líderes da equipe vice-campeã da Libertadores da América de 2008. Até por isso, o Grêmio já havia buscado a contratação do jogador em outras oportunidades, mas sem sucesso.
Embora tenha sido importante nas conquistas da Copa do Brasil, em 2017 e 2018, e do Campeonato Mineiro, em 2018 e 2019, Thiago Neves deixou o Cruzeiro em baixa. Por algumas ações controversas, o meia acabou sendo apontado como um dos responsáveis pelo rebaixamento no Campeonato Brasileiro.
Ele teve um desentendimento público com o técnico Rogério Ceni, perdeu um pênalti decisivo contra o CSA e, em áudio vazado, reclamou dos atrasos salariais. Além disso, após ser flagrado em uma festa enquanto o elenco estava concentrado para um duelo com o Vasco, foi afastado do grupo na reta final da competição.
Thiago Neves iniciou sua carreira no Paraná Clube, também passando por Fluminense, Flamengo e Cruzeiro, além do Hamburgo, da Alemanha, e do Al-Hilal, da Arábia Saudita. Fez ainda parte do grupo da seleção brasileira que faturou a medalha de bronze nas Olimpíadas de 2008.
Ex-companheiro na Raposa e amigo do jogador, Lucas Silva falou sobre a chegada do meia. "O Thiago não é mais um garoto. Mas tem uma experiência e sabe lidar com jogos decisivos. É algo que vamos poder explorar dele", comentou. Sobre os problemas em relação ao rebaixamento: "Eu já não estava mais lá dentro, não sei como as coisas estavam acontecendo. Acompanhava só pelas notícias, e estavam saindo coisas ruins não só do Thiago, mas de muitas pessoas", acrescentou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia