Porto Alegre, sexta-feira, 24 de julho de 2020.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sexta-feira, 24 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 03h02min, 30/10/2019. Atualizada em 03h00min, 30/10/2019.

Repleto de reservas, Grêmio visita o Vasco

Everton é a grande esperança para buscar a vitória em São Januário

Everton é a grande esperança para buscar a vitória em São Januário


/LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Um Grêmio repleto de reservas tem a missão de buscar a vitória, hoje, às 21h30min, diante do Vasco, em São Januário. O time comandado por Renato Portaluppi não terá seis titulares, mas a necessidade de pontuar para seguir na cola do G-6 do Campeonato Brasileiro é enorme. A grande esperança gremista está nos pés de Everton, que treinou normalmente após acompanhar o nascimento do segundo filho.
Um Grêmio repleto de reservas tem a missão de buscar a vitória, hoje, às 21h30min, diante do Vasco, em São Januário. O time comandado por Renato Portaluppi não terá seis titulares, mas a necessidade de pontuar para seguir na cola do G-6 do Campeonato Brasileiro é enorme. A grande esperança gremista está nos pés de Everton, que treinou normalmente após acompanhar o nascimento do segundo filho.
A ausência mais sentida será a dupla de zaga. Enquanto Kannemann provocou o terceiro cartão amarelo para ficar à disposição para o clássico Grenal do próximo domingo, Pedro Geromel sentiu um desconforto muscular e foi preservado para o enfrentamento com os cariocas. Com isso, David Braz e Paulo Miranda assumem a titularidade.
No meio-campo, Michel e Thaciano devem formar a primeira linha, com Pepê, Tardelli e Everton mais à frente. Outra possibilidade é que Renato escale Rômulo no lugar de Thaciano, deixando o time um pouco mais defensivo. No ataque, a aposta é Luciano, mantendo André no banco de reservas. A provável formação tricolor tem Paulo Víctor; Léo Moura, Paulo Miranda, David Braz e Bruno Cortez; Michel e Thaciano (Rômulo), Pepê, Diego Tardelli e Everton; Luciano.
Na noite de ontem, Romildo Bolzan Jr. foi aclamado para seguir na presidência do clube por mais três anos. O mandatário assumiu o posto em 2015 e ficará à frente do Tricolor até 2022. Esta é a segunda reeleição de Romildo, que, ao lado de Renato Portaluppi, tirou o clube da fila por títulos, conquistando Copa do Brasil, Libertadores da América, Gauchão e Recopa Sul-Americana. Para o próximo triênio, a principal meta do presidente é adquirir a gestão da Arena. A definição diante do Conselho Deliberativo desobriga a necessidade de que o pleito vá para o voto do associado.
 
Comentários CORRIGIR TEXTO