Porto Alegre, sábado, 25 de julho de 2020.
Dia do Escritor. Dia do Motorista .

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
sábado, 25 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Campeonato Brasileiro

- Publicada em 21h23min, 10/10/2019. Atualizada em 21h23min, 10/10/2019.

Sem Odair, Inter tenta se reencontrar com a vitória

Em quase dois anos no Colorado, Odair sai com 60% de aproveitamento

Em quase dois anos no Colorado, Odair sai com 60% de aproveitamento


/RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Chegou ao fim nesta quinta-feira a longa passagem de Odair Hellmann à frente do comando técnico do Inter. O treinador assumiu o time, interinamente, nos últimos três jogos da Série B, em 2017, e foi efetivado para o início da temporada 2018. Ao todo, foram 116 jogos, com 61 vitórias, 27 empates e 28 derrotas - 60% de aproveitamento.
Chegou ao fim nesta quinta-feira a longa passagem de Odair Hellmann à frente do comando técnico do Inter. O treinador assumiu o time, interinamente, nos últimos três jogos da Série B, em 2017, e foi efetivado para o início da temporada 2018. Ao todo, foram 116 jogos, com 61 vitórias, 27 empates e 28 derrotas - 60% de aproveitamento.
A perda do título da Copa do Brasil para o Athletico-PR, em casa, desmanchou o time animicamente. Para este domingo, às 16h, diante do Santos, no Beira-Rio, a direção ainda não definiu o substituto. Ricardo Colbachini, técnico do time sub-23, comanda o treino desta sexta-feira. O objetivo do novo comandante nestas últimas 14 rodadas do Brasileiro é a busca por uma vaga na Libertadores.
Notícias sobre o Internacional são importantes para você?
A gota d'agua que pôs fim ao ciclo de Odair foi a derrota para o CSA, quarta-feira, por 1 a 0, em Maceió. Na tarde desta quinta-feira, o Conselho de Gestão do clube se reuniu no Beira-Rio e a decisão foi pela saída do treinador, que recebeu a informação através de uma ligação do executivo de futebol, Rodrigo Caetano. O adeus se dá após Odair repetir um recorde de permanência antes conquistado por Rubens Minelli, campeão do Brasileirão em 1975 e 1976, após ter iniciado o seu trabalho em 1974.
Após a partida com o time alagoano, o vice de futebol, Roberto Melo, não garantiu a permanência de Odair no cargo. O dirigente, por sua vez, segue à frente do departamento. O auxiliar de Odair, Maurício Dulac, também deixa o clube. O grupo de jogadores chegou a pedir a manutenção do técnico.
A direção, através do presidente Marcelo Medeiros, agradeceu os serviços prestados por Odair e crê que ele voltará um dia ao clube, já que as portas do Inter ficaram abertas. "É uma questão de desempenho. O Inter teve uma postura apática ontem (quarta-feira), deixou de ganhar do Cruzeiro, teve uma derrota impactante e decidimos que precisava de uma mudança para conquistar os objetivos até o final do ano", justificou.
Sobre o novo técnico, Medeiros afirmou que nenhum nome foi procurado, mas que o departamento de futebol vai atrás desta nova pessoa. "Ainda não tem nome, não tem perfil, não tem nacionalidade, não tem método de trabalho", informou.
Comentários CORRIGIR TEXTO