Porto Alegre, domingo, 26 de julho de 2020.
Dia dos Avós.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
domingo, 26 de julho de 2020.
Corrigir texto

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Copa do Brasil

- Publicada em 21h47min, 10/09/2019. Atualizada em 21h47min, 10/09/2019.

Em Curitiba, Inter inicia decisão do título contra o Athletico-PR

Grupo colorado realizou ontem um treino no estádio do Furacão, em Curitiba; técnico Odair Hellmann não deve fazer mudanças na equipe

Grupo colorado realizou ontem um treino no estádio do Furacão, em Curitiba; técnico Odair Hellmann não deve fazer mudanças na equipe


/RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Chegou o grande dia. Hoje, o Inter entra em campo para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Sem faturar um título nacional há quase três décadas - foi campeão do mesmo torneio em 1992 -, o Colorado encara o Athletico-PR na Arena da Baixada, às 21h30min. Há 27 anos, quando superou o Fluminense na final da Copa do Brasil, a maioria dos jogadores ainda era criança ou sequer haviam nascido. Três anos após o sofrido rebaixamento para a segunda divisão, o clube se reestruturou e voltou a uma decisão, podendo fazer história.
Chegou o grande dia. Hoje, o Inter entra em campo para o primeiro jogo da final da Copa do Brasil. Sem faturar um título nacional há quase três décadas - foi campeão do mesmo torneio em 1992 -, o Colorado encara o Athletico-PR na Arena da Baixada, às 21h30min. Há 27 anos, quando superou o Fluminense na final da Copa do Brasil, a maioria dos jogadores ainda era criança ou sequer haviam nascido. Três anos após o sofrido rebaixamento para a segunda divisão, o clube se reestruturou e voltou a uma decisão, podendo fazer história.
Para encarar o Furacão, o técnico Odair Hellmann não deve fazer mudanças no time. O uruguaio Nico López, mesmo pendurado, segue na equipe, com Rafael Sobis (na mesma situação, com dois cartões amarelos) ficando como opção no banco. Com isso, o Inter deve ir a campo com Marcelo Lomba; Bruno, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Lindoso, Edenilson, Patrick, D'Alessandro e Nico López; Paolo Guerrero.
Notícias sobre o Internacional são importantes para você?
Motivação não faltará na busca do título. Integrante do elenco que passou pela Série B, o goleiro Marcelo Lomba falou sobre a superação vivida pelo clube desde a segunda divisão até a chegada nesta final. "Sabemos que a motivação que o Odair nos passou é do fundo do coração dele. Nosso grupo está muito unido. As festas da torcida no embarque e aqui na chegada nos motivam ainda mais para essa final", revela.
Como não tem gol qualificado na Copa do Brasil, é importante para o Colorado trazer pelo menos um empate de Curitiba para decidir em vantagem no dia 18, no Beira-Rio. O gramado é um dos principais desafio dos gaúchos hoje à noite. Apesar de a tecnologia empregada no campo sintético ser bastante elogiada, o Inter deverá sentir a diferença. Tendo em vista esse cenário, as direções acordaram que os clubes utilizem os estádios que receberão as finais na véspera dos confrontos.
Assim, Odair realizou ontem um treinamento, o tradicional rachão que antecede o dia da partida. Os jogadores puderam conferir de perto o gramado, que, antes do apito inicial, é molhado para acelerar o ritmo do jogo. O time iniciou a atividade no final da tarde, pouco depois que o Athletico realizou seu treinamento.
Do lado paranaense, o técnico Tiago Nunes mantém o mistério na escalação. Do time que eliminou o Grêmio nas semifinais, o Furacão deve manter a maioria dos atletas. A principal dúvida está na lateral-direita. A provável formação dos donos da casa conta com Santos; Khellven (Madson), Bambu, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini; Nikão, Rony e Marco Ruben.
Comentários CORRIGIR TEXTO