Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 09 de setembro de 2019.
Dia do Administrador e do Médico Veterinário.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

série c

09/09/2019 - 22h34min. Alterada em 09/09 às 22h36min

Juventude goleia Imperatriz e a alcança a Série B em 2020

Cajá chegou ao hat-trick na partida

Cajá chegou ao hat-trick na partida


Arthur Dallegrave/Juventude/Divulgação/JC
O Juventude retorna a Série B. O time de Caxias do Sul não tomou conhecimento do rival do Maranhão, a equipe do Imperatriz, e goleou por 4 a 0. O jogo do acesso ocorreu na noite desta segunda-feira (9), no Estádio Alfredo Jaconi, que contou com a presença de aproximadamente 18 mil fãs. O Ju foi o único time gaúcha a garantir a subida de divisão, já que o São José e o Ypiranga ficaram pelo caminho na segunda fase.
O Juventude retorna a Série B. O time de Caxias do Sul não tomou conhecimento do rival do Maranhão, a equipe do Imperatriz, e goleou por 4 a 0. O jogo do acesso ocorreu na noite desta segunda-feira (9), no Estádio Alfredo Jaconi, que contou com a presença de aproximadamente 18 mil fãs. O Ju foi o único time gaúcha a garantir a subida de divisão, já que o São José e o Ypiranga ficaram pelo caminho na segunda fase.
Destaque da partida, Renato Cajá chegou ao hat-trick, quando anotou três gols.
O domínio dos mandantes iniciou logo aos quatro minutos. John Lennon sofreu falta na ponta direita e Renato Cajá arrematou a cobrança direto nas redes do goleiro Jean. Com o sistema defensivo aberto dos visitantes, por ter de buscar o resultado, os donos da casa aproveitaram as brechas e ampliaram novamente com Cajá, em contra-ataque aos 16 minutos.
Dois minutos mais tarde, Dalberto invadiu a área maranhense, foi desarmado por Gabriel Paulino. A bola seguiu em direção a marca do pênalti, onde estava Carlos Henrique, que bateu no canto esquerdo e fez o terceiro do Juventude.
Na etapa complementar, o Juventude tratou de controlar as ações do rival para deixar o relógio rodar. O triunfo veio aos 15 minutos, quando Dalberto serviu Cajá para arrematar sem chances para defesa de Jean.
O próximo rival nas semifinais será o Náutico, que bateu ao Paysandu.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia