Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 11 de agosto de 2019.
Dia do Advogado. Dia dos Pais.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

11/08/2019 - 10h23min. Alterada em 11/08 às 10h27min

Com reservas em campo, Grêmio perde para o Flamengo no Maracanã

Tropeço fora de casa representou o fim de uma sequência invicta de 10 partidas do Tricolor

Tropeço fora de casa representou o fim de uma sequência invicta de 10 partidas do Tricolor


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/JC
Folhapress
O Flamengo fez valer seu maior volume de jogo e venceu o Grêmio por 3 a 1, neste sábado (10), com gols de Willian Arão, Arrascaeta e Éverton Ribeiro (de pênalti, Galhardo marcou para os gremistas). Em um Maracanã pintado de vermelho e preto, os donos da casa tentaram impor seu ritmo desde o início ante um time rival formado por reservas.
O Flamengo fez valer seu maior volume de jogo e venceu o Grêmio por 3 a 1, neste sábado (10), com gols de Willian Arão, Arrascaeta e Éverton Ribeiro (de pênalti, Galhardo marcou para os gremistas). Em um Maracanã pintado de vermelho e preto, os donos da casa tentaram impor seu ritmo desde o início ante um time rival formado por reservas.
Com o triunfo, o Rubro-negro, que chegou aos 27 pontos, ficou a cinco do líder Santos, que perdeu por 3 a 2 para o São Paulo. Amanhã, o vice-líder Palmeiras, que soma 28, recebe a visita do Bahia, confronto que interessa diretamente aos cariocas.
Após o duelo no Rio de Janeiro, o Flamengo tem alguns dias livres até encarar no sábado rival Vasco, às 19h, no Mané Garrincha. Já o Tricolor volta suas atenções para a Copa do Brasil, já que na quarta-feira a equipe começa a disputar contra o Athletico as semifinais da competição.
O Flamengo deixou claro desde o início que tentaria comandar as ações da partida desde o começo. A postura ofensiva do time, algo que já marca esta equipe de Jorge Jesus, tem proporcionado espaços atrás, especialmente quando os adversários apostam em bolas longas em velocidade nas costas dos laterais. Apesar destes ajustes ainda necessários, os rubro-negros colecionaram as melhores chances e mereceram o triunfo em casa.
O Grêmio deu liberdade a Luan e Luciano no ataque, mas não conseguiu se impor no meio-campo. A dupla Thaciano e Darlan ficou no meio do caminho, com bons passes curtos, mas sem força para brecar a investida pesada do Flamengo. A estratégia também tinha um plano B: apostar na velocidade de Pepê. Nas duas vezes em que ele ganhou na corrida, errou na tomada de decisão. Defensivamente, problemas em série na marcação e também muita falta de atenção.
O tropeço no Maracanã representou o fim de uma sequência invicta de 10 partidas dos gaúchos. A última derrota do time de Renato havia ocorrido no dia 1º de junho, quando os tricolores foram derrotados para o Bahia.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia