Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de julho de 2019.
Dia do Bombeiro Brasileiro.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Alterada em 02/07 às 18h36min

Inter tenta empréstimo de Keno, ex-Palmeiras, mas volta ao Brasil é difícil

Folhapress
O Internacional abriu negociação para ter Keno, atacante ex-Palmeiras. O clube gaúcho procurou informações e fez contato com o Pyramids, do Egito, de olho em um empréstimo. A volta ao Brasil, contudo, é considerada extremamente difícil.
O Internacional abriu negociação para ter Keno, atacante ex-Palmeiras. O clube gaúcho procurou informações e fez contato com o Pyramids, do Egito, de olho em um empréstimo. A volta ao Brasil, contudo, é considerada extremamente difícil.
Aos 29 anos, Keno tem contrato com o clube egípcio até junho de 2021.
O Palmeiras tem monitorado a situação de Keno, mas um retorno ao time paulista é visto como complicado pela situação financeira, já que o jogador foi vendido por US$ 10 milhões (cerca de R$ 38,4 milhões em valores atuais) no ano passado. O Inter foi o único clube brasileiro a manter diálogo de olho em transferência agora. O clube gaúcho usa a Libertadores e a base do elenco de 2018 mantida como argumento para seduzir o jogador.
Keno está no Egito desde o ano passado, goza de prestígio no clube e principalmente: tem vencimentos elevados. Por isso, a única alternativa é investir em busca de empréstimo. Mesmo com essa estratégia, pessoas ligadas ao jogador acreditam ser mais viável transferência do Pyramids para uma equipe da China, por exemplo, do que o retorno ao Brasil.
Neste sentido, o Internacional admite esforço financeiro - mesmo com déficit de R$ 33 milhões no primeiro semestre. A fórmula para encontrar a contratação diante da dificuldade financeira é obter acordo por empréstimo.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia