Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 02 de julho de 2019.
Dia do Bombeiro Brasileiro.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa América

Edição impressa de 02/07/2019. Alterada em 02/07 às 03h00min

Brasil e Argentina decidem hoje o primeiro finalista da Copa América

Everton e Messi brigam pelo protagonismo na partida de hoje à noite no Mineirão

Everton e Messi brigam pelo protagonismo na partida de hoje à noite no Mineirão


/DOUGLAS MAGNO E PEDRO UGARTE/AFP/JC
Brasil e Argentina voltam a se enfrentar pela Copa América 12 anos depois. No último encontro, na decisão de 2007, o time comandado por Dunga goleou os hermanos por 3 a 0. Hoje, o confronto não vale título, mas definirá um dos finalistas. A partir das 21h30min, a bola rola no Mineirão para o maior clássico das Américas. na história, foram 105 partidas, com 41 vitórias brasileiras e oito argentinas. Outras 26 acabaram empatas. 
Brasil e Argentina voltam a se enfrentar pela Copa América 12 anos depois. No último encontro, na decisão de 2007, o time comandado por Dunga goleou os hermanos por 3 a 0. Hoje, o confronto não vale título, mas definirá um dos finalistas. A partir das 21h30min, a bola rola no Mineirão para o maior clássico das Américas. na história, foram 105 partidas, com 41 vitórias brasileiras e oito argentinas. Outras 26 acabaram empatas. 
O último treinamento da seleção antes do confronto teve Filipe Luís e Richarlison em campo. Em recuperação de diferentes problemas físicos, eles lutam para ficar à disposição de Tite, algo que não deverá ocorrer com o contundido Fernandinho. Ainda não é possível, no entanto, afirmar se o lateral-esquerdo e o atacante serão mesmo relacionados para o clássico.
Filipe Luís sentiu dores na parte de trás da coxa direita no jogo com o Peru, e precisou ser substituído no intervalo. Exames de imagem não detectaram lesão, mas o atleta seguiu com incômodo na região, motivo pelo qual vem recebendo atenção médica. Já Richarlison foi diagnosticado com caxumba na semana passada. Precisou ser isolado dos companheiros em Porto Alegre, antes de passar pelo Paraguai, e só se juntou a eles em Belo Horizonte na noite de domingo. A condição física não é a ideal, mas o atacante está liberado para os treinos.
Já Fernandinho continua com dores no joelho direito decorrentes da entorse sofrida ainda na primeira fase, no duelo com a Venezuela. É bem improvável que o volante fique no banco como opção para Tite diante dos argentinos. Casemiro, porém está de volta de suspensão. Com o retorno do volante, o Brasil deve encarar o arquirrival com Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís (Alex Sandro); Casemiro, Arthur e Phillippe Coutinho; Gabriel Jesus, Roberto Firmino e Everton.
Do lado argentino, o técnico Lionel Scaloni pode fazer mais uma vez mudanças na escalação, algo que já é corriqueiro no país vizinho. Caso repita a formação, o time pode ter Armani; Foyth, Pezzella, Otamendi e Tagliafico; Paredes, De Paul e Acuña; Messi, Agüero e Lautaro Martínez. 

Edição de 2020 começará na Argentina e terá final na Colômbia

A Conmebol confirmou ontem, em anúncio feito no Rio de Janeiro, que a Copa América de 2020 será iniciada no dia 12 de junho, na Argentina, e terá a sua decisão disputada na Colômbia, ainda em data a ser definida pela entidade. Os dois países abrigarão de maneira conjunta a competição. "Pela primeira vez, o torneio contará com sede dupla, com o objetivo de aproximar o futebol sul-americano de todos os torcedores do continente. Desta maneira, cada uma das sedes contará com uma fase de grupos, duas partidas de quartas de final e uma semifinal", destacou o órgão que controla o futebol da América do Sul. A entidade também informou que, com este novo formato de disputa, a Copa América terá um total de 38 jogos e cada seleção fará pelo menos cinco partidas no país anfitrião mais próximo de sua respectiva localização geográfica no continente. Austrália e Catar, dois últimos campeões da Copa Asiática, participação como convidados e estes países entrarão em diferentes grupos de seis seleções cada que a competição possuirá, completou a Conmebol. Essa edição do torneio foi criada para que o calendário do futebol sul-americano fosse equiparado ao europeu.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia