Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 12 de junho de 2019.
Dia dos Namorados.

Jornal do Comércio

Esportes

CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 12/06/2019. Alterada em 12/06 às 03h00min

Tentando embalar, Grêmio enfrenta o Botafogo no Rio

Portaluppi não precisará recorrer a improvisações para escalar o Tricolor

Portaluppi não precisará recorrer a improvisações para escalar o Tricolor


LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
A vitória sobre o Fortaleza na última rodada tirou o Grêmio da zona de rebaixamento e possibilitou ao time acabar essa primeira parte do Campeonato Brasileiro longe das últimas colocações. Um novo triunfo - desta vez sobre o Botafogo, hoje, às 19h15min, no Rio de Janeiro - seria importante para o técnico Renato Portaluppi trabalhar com mais tranquilidade durante a parada para a Copa América.
Para entrar em campo no Engenhão, o treinador não precisará recorrer a improvisações, assim como ocorreu diante dos cearenses. Após cumprir suspensão no jogo do fim de semana, Juninho Capixaba retorna à lateral-esquerda, fazendo com que Leonardo Gomes atue na sua posição de origem, no outro lado.
Após ser preservado no treinamento de terça-feira, Geromel está confirmado para encarar os cariocas. Com isso, o Tricolor deve ir a campo com Paulo Victor; Léo Gomes, Geromel, Rodriguez e Juninho Capixaba; Maicon, Michel, Alisson, Jean Pyerre e Tardelli (Pepê); Felipe Vizeu.
Mesmo ainda sem sua melhor forma física, Diego Tardelli deve ter mais uma oportunidade para dar sequência entre os titulares. Para o período pós Copa América, o camisa 9 promete estar melhor preparado. "Queria me adaptar o mais rápido possível, mas faz parte. Acontece com outros jogadores que retornam, também. Espero voltar a estar bem fisicamente. Me cobro muito e queria estar jogando bem", lamenta.
Sobre o momento oscilante e a queda no desempenho da equipe, Tardelli espera superar essa fase o mais rápido possível. "A equipe vem crescendo no momento certo. Não estamos encantando com nosso futebol, mas temos tudo para fazer um bom jogo e vencer aqui no Rio", projeta.
CORRIGIR