Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 30 de maio de 2019.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Edição impressa de 30/05/2019. Alterada em 29/05 às 21h39min

Inter vence de novo e avança às quartas de final

Jogadores celebram triunfo fora de casa

Jogadores celebram triunfo fora de casa


/RICARDO DUARTE/INTER/DIVULGAÇÃO/JC
Deu o esperado no Pará na noite de ontem. Em uma partida movimentada, mas com poucas emoções, o Inter nem precisou jogar muito para vencer o Paysandu por 1 a 0 e garantir a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil.
A grande vantagem obtida pelo Inter na semana passada no estádio Beira-Rio – vitória por 3 a 1 – somada ao fato de não haver mais o saldo qualificado no torneio, dava indícios de que a partida da noite de ontem, no estádio Mangueirão, válida pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil, tendia a ser apenas morna, visto que o Inter foi ao Pará com a vaga às quartas de final quase garantida e iria enfrentar um time com muitas fragilidades técnicas. Não deu outra.
Resumidamente, os 45 minutos iniciais de jogo foram um latifúndio improdutivo. Apenas dois lances levaram alguma emoção, ainda que pequena, ao confronto. Logo aos 4 minutos, Guerrero recebeu de Nico López na frente da área, limpou a marcação, e bateu no ângulo para marcar. O árbitro, porém, marcou impedimento, confirmado pelo VAR.
A outra oportunidade de marcar ocorreu aos 47 minutos. Uendel recebeu pela esquerda da área livre e colocou no meio. A bola voltou para ele que tocou para trás, onde estava Guerrero. O peruano, no entanto, finalizou mal, por sobre o gol.
A segunda etapa foi mais movimentada e o que já era fácil, ficou ainda mais aos 17 minutos, quando Bruno Oliveira tomou o segundo cartão amarelo ao fazer falta dura sobre Guilherme Parede, e foi expulso.
Entretanto, mesmo com um jogador a menos, o Paysandu levou mais perigo ao gol de Marcelo Lomba do que havia feito na etapa inicial. Aos 38 minutos, Pimentinha passou como quis por Cuesta, com pouco ângulo, bateu para fora.
Em ritmo de treino, a qualidade colorada pesou em uma jogada toda criada pelos gringos do time de Odair Hellmann. Aos 40, D’Alessandro tocou na direita para Sarrafiore, que achou Guerrero no meio. O centroavante pegou de primeira para balançar as redes paraenses, definir o placar do jogo, e carimbar a classificação gaúcha à próxima fase da competição nacional.
 Paysandu 0 x 1 Internacional
Mota; Bruno Oliveira, Micael, Victor Oliveira e Bruno Collaço; Caíque, Thiago Primão (Leandro Lima), Thiago Luís (Marcos Antônio) e Nícolas; Vinícius Leite e Paulo Rangel (Pimentinha). Técnico: Leandro Niehues.
Marcelo Lomba; Zeca, Emerson Santos, Cuesta e Uendel (Bruno); Rodrigo Lindoso, Edenílson e Nonato; Nico López (Sarrafiore) e Guilherme Parede (D’Alessandro); Guerrero. Técnica: Odair Hellmann.
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia