Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 10 de abril de 2019.
Dia da Engenharia.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

Edição impressa de 10/04/2019. Alterada em 09/04 às 22h56min

Vencer, vencer ou vencer

Não há saída. O Grêmio precisa obrigatoriamente deixar o gramado da Arena na noite de hoje, a partir das 21h30min, com os três pontos conquistados sobre os argentinos do Rosario Central. Do contrário, praticamente diz adeus às chances de classificação às oitavas de final da Libertadores da América. Para isso, o técnico Renato Portaluppi deve levar a campo uma equipe renovada, com mais ímpeto e fôlego para suportar a pressão que vem da tabela de classificação do Grupo H e, também, das arquibancadas.
Depois da desastrosa atuação diante da Universidad Católica, no Chile, que resultou na derrota por 1 a 0 - a segunda em três jogos no torneio - a necessidade de uma alteração na equipe titular gremista se tornou gritante. O meio-campo formado por Michel, Maicon, Montoya e Luan será modificado em três posições. Michel deve sair para dar lugar a Matheus Henrique (foto à direita), Montoya sai e Alisson ou Diego Tardelli entram pela direita, e Luan deixa o time para a entrada de Jean Pyerre (foto à esquerda). O que se espera com as mudanças é um Grêmio mais "solto", com mais agilidade e movimentação, resultando em uma transição defesa-ataque mais rápida e vertical.
Renato realizou um treino fechado na tarde de ontem, no qual definiu o time que sai jogando contra os argentinos. Sem nenhuma informação nova a respeito dos testes realizados pelo comandante técnico, a tendência de equipe titular para o duelo desta noite se mantém: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon, Matheus Henrique, Alisson (Tardelli), Jean Pyerre e Everton; André.
Os dois garotos meio-campistas conquistaram suas vagas pela bola que jogam sempre que utilizados na atual temporada: juntos em campo, os dois não perderam em 2019 nas oito partidas em que atuaram. Em entrevista coletiva concedida na segunda-feira, Jean Pyerre destacou o trabalho realizado na temporada para ganhar a confiança do treinador.
"A gente sempre trabalhou, focou para que quando precisar no momento bom, e no ruim também, possamos dar o melhor, como sempre fazemos", disse.
O Grêmio está em terceiro lugar no Grupo H, com apenas um ponto ganho em nove disputados - empatou com o Rosario Central e foi derrotado pelo Libertad e pela Universidad Católica. O líder da chave é o time paraguaio, que venceu as três partidas que disputou. Em segundo, estão os chilenos, com sete. O lanterna é o adversário desta noite, que tem um ponto ganho, mas fica atrás dos gaúchos no saldo de gols.
Hoje, às 21h30min, em Santiago, a Universidad Católica recebe o Libertad, em um jogo-chave para o destino tricolor. Para o Grêmio, o ideal seria uma vitória dos paraguaios, ou, no mínimo, um empate.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia