Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 27 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Inter

Edição impressa de 27/12/2018. Alterada em 27/12 às 01h00min

Mais seis meses para Rithely dar certo no Beira-Rio

Após o prazo, direção fará nova avaliação para exercer direito de compra do jogador

Após o prazo, direção fará nova avaliação para exercer direito de compra do jogador


RICARDO DUARTE/INTER/JC
A novela envolvendo o Inter e o volante Rithely ganhou um novo capítulo. Ontem, a direção colorada acertou um novo empréstimo junto ao Sport para que o jogador permaneça no Beira-Rio em 2019. Ainda sem estrear com a camisa vermelha, Rithely precisou passar por uma nova intervenção cirúrgica no tornozelo esquerdo, retardando seu retorno aos gramados.
Com a prorrogação no vínculo do atleta com o Colorado até a metade do próximo ano, o departamento de futebol fará uma nova avaliação para decidir se exercerá ou não o direito de compra do atleta de 27 anos. O volante chegou ao Beira-Rio em março e precisou ser operado no mês seguinte, o que prejudicou todo o processo de recondicionamento físico.
Com esse novo prazo, a direção do Sport segue bancando os salários, enquanto que o Inter é o responsável pela recuperação do jogador, que sofre com alguns problemas de lesão. Em um primeiro momento, a direção colorada iria desistir do atleta, mas com esse novo recuo dos pernambucanos, o volante terá o Campeonato Gaúcho para mostrar serviço ao técnico Odair Hellmann.
Um outro nome do Sport surgiu como opção para a próxima temporada. O lateral-direito Samuel Xavier estaria na mira colorada. Além dos gaúchos, o Botafogo também briga pelo atleta, que pertenceu ao clube pernambucano e se destacou no Ceará no último Brasileirão. O presidente Milton Bivar, recém-eleito, confirmou o interesse do Inter, que tem preferência no negócio em virtude da vitrine da Libertadores da América.
O Ceará, a pedido do técnico Lisca, quer a permanência de Samuel Xavier, mas o próprio mandatário revelou que o diretor executivo, Rodrigo Caetano, entrou em contato com a antiga gestão do Leão da Ilha, já que a eleição no clube ocorreu na semana passada e o novo presidente está tomando par agora das possíveis negociatas.
Já Wellington Silva está a poucos detalhes de ser anunciado até junho de 2020, quando termina seu vínculo com o Fluminense. Em situação financeira delicada, o time das Laranjeiras poderá abrir mão do atacante pelo fato de não precisar mais arcar com o salário de R$ 250 mil, que onera bastante os cofres do clube. Com isso, o Inter não precisará pagar nenhum valor pela prorrogação do empréstimo.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia