Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 07 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Edição impressa de 07/12/2018. Alterada em 07/12 às 01h00min

De férias, Portaluppi desconversa sobre reforços

Por dois dias, treinador trocou curso de formação pela praia

Por dois dias, treinador trocou curso de formação pela praia


ITAMAR AGUIAR/AFP/JC
Renato Portaluppi roubou a cena nesta quinta-feira na Granja Comary, em Teresópolis, palco de um curso para treinadores ministrado pela CBF Academy, o braço educacional da confederação. O treinador gremista explicou a sua ausência das atividades nos dois primeiros dias, quando foi visto na praia, no Rio de Janeiro, com a justificativa de que havia realizado um acordo com a CBF.
"A aula é boa. Agora, amanhã (sexta-feira) vão me ver na praia de novo. Não tenho nada contra o curso, pelo contrário. Minhas férias são minhas férias. Eu trabalho o ano todo. Eu vivo dentro de aviões e de hotéis para chegar nas minhas férias e curtir minha família, meu chope, meu futevôlei e meus amigos. E tenho que ficar 10 dias numa sala de aula? Não vai dar certo", afirmou o debochado treinador.
Portaluppi fez questão de reiterar que não comparecerá a todos os dias do curso. "Foi o trato que eu fiz com as pessoas da CBF, vou ficar umas duas horas hoje (quinta-feira) e volto na próxima semana para mais duas horas, talvez eu venha um ou outro dia. Talvez. Para vocês não falarem que o Renato está faltando de novo", acrescentou.
O técnico tricolor ainda evitou falar diretamente sobre reforços que estão na mira do clube para a próxima temporada, desconversando sobre a possibilidade de o clube contratar o meia Diego, que está no Flamengo. E indicou otimismo com a possibilidade da manutenção dos principais nomes do elenco para 2019. "A tendência é manter quase todo mundo e ir atrás de reforços para nos fortalecer", comentou.
Além disso, Portaluppi voltou a comentar sobre o "sonho adiado" de treinar o Flamengo. Embora tenha conversado com dois dos candidatos à presidência do clube carioca, Rodolfo Landim e Ricardo Lomba, ele optou por renovar o seu contrato com o Tricolor para a próxima temporada.
"Quase foi dessa vez, mas não foi ainda. Vou permanecer mais um ano no Grêmio, depende do clube também, que futuramente pensa em me ter, mas no momento eu preferi ficar por alguns motivos que prefiro não falar", concluiu.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia