Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 02 de dezembro de 2018.
Dia Nacional do Astrônomo. Dia do Samba. Dia Pan-Americano da Saúde.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

02/12/2018 - 20h41min. Alterada em 02/12 às 20h44min

Inter deixa escapar vitória sobre o Paraná nos acréscimos

Jonatan Alvez comemora o gol que abriu o placar em Curitiba e que terminou em empate em 1 a 1

Jonatan Alvez comemora o gol que abriu o placar em Curitiba e que terminou em empate em 1 a 1


RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL/DIVULGAÇÃO/JC
Folhapress
O Internacional vencia o Paraná até os 46 minutos do segundo tempo e quebrava recorde de pontuação na era dos pontos corridos, mas sofreu gol de empate nos acréscimos. Neste domingo (2), com time descaraterizado, o Colorado jogou pouco e ainda assim saiu na frente. Teve chances para ampliar e no final foi vazado: 1 a 1.
Jonatan Alvez abriu o placar e Jhony Lucas fez segundos antes do fim dos acréscimos. A vitória parcial do Inter em Curitiba era histórica. O time de Odair Hellmann chegou a somar 71 pontos e, se confirmasse o triunfo, iria superar as campanhas de 2006 e 2014 no quesito pontuação. Em ambas temporadas sob o comando de Abel Braga.
Com o empate frustrante no final, o Inter atual iguala o desempenho recorde. Já o Paraná termina a passagem pela Série A com 23 pontos e sem vitória nas últimas cinco rodadas. 
O Internacional decidiu mandar a campo somente três titulares e escalou mais um por necessidade (Charles foi vetado pelos médicos e Edenilson entrou na equipe), mas sentiu o impacto das mudanças. O modelo de jogo foi afetado por erros individuais e falta de conjunto. Ainda assim, as melhores tentativas de gol do primeiro tempo foram do Colorado.
O segundo tempo já havia gerado mais chances, para os dois lados, mas precisou o Inter botar outro titular em campo para balançar a rede. Nico López entrou na vaga de Wellington Silva e em um dos primeiros lances, serviu Jonatan Alvez. O Colorado ainda criou outras chances, mas levou empate no fim.
A despedida da primeira divisão não foi sem vontade no time do Paraná. Mas apesar da transpiração, a equipe foi pouco criativa e criou quase nada. Felipe Augusto ainda protagonizou lance bizarro ao tentar chute de longe. A bola, com a conclusão tão errada, saiu pela lateral.
Paraná 1 x 1 Inter
Richard; Wesley Dias, Jesiel, Charles (Rayan) e Igor (Felipe Augusto); Jhony (Bruno), Jhonny Lucas e Alesson; Andrey, Juninho, Kesslley. Técnico: Dado Cavalcanti.
Marcelo Lomba; Gabriel Dias, Rodrigo Moledo, Cuesta e Uendel; Edenilson, Camilo, Juan Alano (Sarrafiore), Rossi (Patrick) e Wellington Silva (Nico López); Jonatan Alvez. Técnico: Odair Hellmann.
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia