Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de dezembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 03/12/2018. Alterada em 03/12 às 15h30min

Inter empata com o Paraná fora de casa e deixa recorde escapar

Para dizer que o Inter não tinha objetivos na última rodada do Brasileirão, a meta colorada era superar o recorde de 69 pontos de 2005. Ao que tudo indicava, a partida se encaminhava para essa quebra, com o gol do uruguaio Jonatan Alvez. No entanto, no último lance do jogo, Jhonny Lucas marcou para o Paraná e deixou tudo igual. A igualdade em 1 a 1 fez o Inter chegar aos mesmos 69 pontos, repetindo a melhor campanha da era dos pontos corridos.
O confronto foi bem preguiçoso. Com os paranaenses rebaixados há 12 rodadas, o jogo foi morno. Sem qualidade ou técnica apurada, os donos da casa até tentaram impor alguma pressão, mas acabaram parando neles mesmos. Já o Inter, em ritmo de férias, não apresentou ambição alguma, com Wellington Silva e Rossi bem abaixo de outras atuações. Camilo também não demonstrou inspiração.
Na etapa final, o técnico Odair Hellmann colocou o uruguaio Nico López em campo, dando outra cara ao time. Aos 20 minutos, o camisa 7 fez jogada pessoal pela direita e cruzou para o compatriota Jonatan Alvez abrir o placar. Com o revés, o Paraná seguiu inoperante. Entretanto, nos acréscimos, no último lance do jogo, Jhonny Lucas recebeu na entrada da área, em meio a dois marcadores, e bateu rasteiro na saída de Marcelo Lomba.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia