Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 29 de novembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Grêmio

Edição impressa de 29/11/2018. Alterada em 29/11 às 01h00min

Portaluppi deve ir para o Flamengo

Treinador teve reunião com a direção gremista para falar sobre uma contraproposta

Treinador teve reunião com a direção gremista para falar sobre uma contraproposta


LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC

O destino de Renato Portaluppi em 2019 deve ser mesmo o Rio de Janeiro. Tentado por uma proposta do Flamengo e pela possibilidade de levar a vida ao lado da família e à beira-mar, o treinador dificilmente permanecerá no Grêmio na próxima temporada. A tendência é de que o fim da novela ocorra após a partida de domingo, diante do Corinthians, pela última rodada do Campeonato Brasileiro.

Ontem, o técnico e o presidente Romildo Bolzan Jr se reuniram no CT Luiz Carvalho para conversar sobre a proposta dos cariocas. Especula-se que o Flamengo tenha oferecido R$ 1 milhão para o treinador, que deve levar junto para à capital fluminense, a comissão técnica permanente do Grêmio.

Pessoas próximas a Portaluppi afirmam que a decisão ainda não foi comunicada. O empresário do treinador, Gerson Oldenburg, o Gauchinho, também não fala sobre o assunto. O mesmo ocorre no Flamengo, em que as chapas de Rodolfo Landim e Ricardo Lomba aguardam resposta às propostas. Em Porto Alegre, o pessimismo cresce conforme o mistério se alonga. 

A proposta para permanecer na Capital, entre salário e luvas, prevê cerca de R$ 11 milhões anuais a Portaluppi. O valor fica maior em caso de títulos ao longo de 2019. Além disso, a oferta inclui auxílio com hospedagem e viagens ao Rio. Para o Grêmio, as cifras já contemplam aumento satisfatório e ficam dentro de um patamar que garante responsabilidade financeira ao clube e reconhecimento ao treinador. Por isso, uma nova oferta é descartada.

O vínculo desejado por Lomba é de três anos, mas Portaluppi prefere renovações anuais. Já Landim pretende fechar por dois anos, também com o mesmo gatilho. Ambas as chapas pretendem manter uma comissão permanente no Flamengo. A tendência é que o treinador chegue ao Rio para fechar os detalhes com as chapas favoritas na eleição rubro-negra e assinar o contrato apenas quando o pleito estiver decidido, depois do dia 8 de dezembro.

Enquanto o futuro do técnico segue indefinido, o grupo se prepara para enfrentar o Timão, domingo, às 17h, na Arena. Com Geromel suspenso, Marcelo Oliveira deve formar dupla com Kanemann. O Tricolor volta a trabalhar na tarde de hoje para encaminhar o time para enfrentar os paulistas. Uma vitória simples garante o G-4 e a vaga direta na fase de grupos da Libertadores 2019.

COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia