Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 20 de novembro de 2018.
Dia Nacional da Consciência Negra. Dia Universal das Crianças.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

seleção brasileira

19/11/2018 - 19h32min. Alterada em 19/11 às 19h32min

Tite confirma mudanças na seleção brasileira, mas mantém dúvidas no meio de campo

Estadão Conteúdo
Como é habitual, o técnico Tite não revelou quem serão os titulares da seleção brasileira no último amistoso do ano diante de Camarões, nesta terça-feira, às 17h30 (de Brasília), no MK Stadium, nos arredores de Londres. O treinador, porém, adiantou algumas mudanças em relação à última partida contra o Uruguai.
Na entrevista coletiva desta segunda, Tite adiantou que o goleiro Ederson, o zagueiro Pablo e o lateral-esquerdo Alex Sandro, escolhido para conversar com a imprensa um pouco antes que o treinador, serão titulares. Além disso, disse que Firmino será mantido no time a fim de construir um entrosamento no ataque e descartou que vai poupar Neymar.
Pablo formará a zaga com Marquinhos. Tite justificou a escolha do ex-jogador do Corinthians e atualmente no Bordeaux, da França, por conta de seu posicionamento.
"Eu preciso descansar o Miranda, que tem mais idade e joga do lado esquerdo. O Dedé só joga pelo lado direito. É como ele se sente mais confortável", explicou.
No meio de campo é onde moram as dúvidas, principalmente pela quantidade de opções. Tite tem à disposição Allan, Walace, Paulinho, Arthur e Rafinha, além de Fabinho, que é lateral-direito de origem, mas atua como volante no Liverpool, da Inglaterra. Tite explicou por que não mudará a equipe inteira e lamentou as ausências de Coutinho, lesionado, e Lucas Paquetá, ausente da lista por jogar no futebol brasileiro.
"Falei para os atletas que não consigo conceber oportunidades mudando os 11, sem o mínimo de treinamento juntos. Aproveitamos para poder dar links, mas sabemos que o desempenho dentro do próprio jogo vai oscilar por isso. Ainda não está montada a base toda do 'jogar sem pensar'. Nesse aspecto, algumas peças do setor de meio-campo têm feito mais falta. O Coutinho e o Paquetá são os jogadores que a gente sente mais falta na criação e na chegada à frente", disse o treinador.
Ao lado de Tite na entrevista, o auxiliar Sylvinho assegurou que a lista de convocados para a Copa América do próximo ano, que será disputada no Brasil, está "avançada". "Temos uma ideia muito clara de futebol que nós queremos e que vem de uma herança da Copa do Mundo, de certa forma. Temos números muito positivo e bons, e uma forma de jogar futebol. Em cima dela, quero entender que temos uma lista importante, de atletas que fazem parte. São muitos atletas para fechar essa lista, que, acredito, já está bem avançada", adiantou.
Antes da Copa América, o treinador terá apenas mais uma oportunidade de reunir o grupo, em março. O treinador deve manter a base que esteve na Copa do Mundo da Rússia e acrescentar nomes frequentes nas últimas convocações, como Arthur, do Barcelona, e Richarlison, do Everton.
A provável escalação do Brasil contra os camaroneses deve ter: Ederson; Danilo (Fabinho), Marquinhos, Pablo e Alex Sandro; Allan, Walace (Rafinha) e Arthur; Neymar, Firmino e Richarlison (Willian).
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia