Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de novembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Edição impressa de 01/11/2018. Alterada em 01/11 às 01h00min

Antes do Galo, Grêmio tenta reverter derrota na Libertadores

Portaluppi tem a missão de motivar o time para enfrentar o Atlético-MG

Portaluppi tem a missão de motivar o time para enfrentar o Atlético-MG


/LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
Se depender do Grêmio, o sonho de conquistar o tetracampeonato da Libertadores da América ainda não acabou. Nesta quarta-feira, o presidente Romildo Bolzan Junior e diretores do clube foram à sede da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), no Paraguai, para pedir a reversão dos pontos da partida com o River Plate, pelas semifinais do torneio. Dentro de campo, o Tricolor foi derrotado pelos argentinos, de virada, por 2 a 1, e eliminado. A resposta da entidade deve sair até sexta-feira.
O recurso no Tribunal Disciplinar da Conmebol vai se basear na presença de Marcelo Gallardo, treinador do River, no vestiário da Arena e pela comunicação do técnico com sua comissão via rádio durante a partida, mesmo com suspensão aplicada na véspera do duelo. A tese do Grêmio é que o River infringiu o regulamento de forma severa. Aos olhos dos advogados do clube gaúcho, o caso é similar à escalação irregular de um jogador.
Durante o jogo, Gallardo foi flagrado em contato com a comissão técnica por meio de rádio. No intervalo, desceu das cabines de imprensa e furou bloqueio para acessar o vestiário visitante. Ao ver o episódio, dirigentes gremistas chamaram delegados para denunciar a irregularidade. Um deles aguardou a saída do técnico para registrar o caso com fotos e vídeos. Ao fim da partida, Gallardo ainda concedeu entrevistas à imprensa argentina.
Enquanto isso, o técnico Renato Portaluppi tentar juntar os cacos e mobilizar o time para a reta final do Brasileirão. Neste sábado, às 17h, a equipe vai até Belo Horizonte para enfrentar o Atlético-MG. Para conquistar uma vaga direta na Libertadores, o Grêmio precisa chegar, ao menos, na quarta posição. No momento, o clube é o quinto colocado, quatro pontos atrás do São Paulo. Sem outra competição para disputar, a equipe terá força máxima diante do Galo. 
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia