Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de novembro de 2018.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Justiça

Edição impressa de 01/11/2018. Alterada em 01/11 às 01h00min

Neymar será julgado na Espanha e pode pegar até seis anos de prisão

Acusação é referente à transferência do Santos para o Barcelona

Acusação é referente à transferência do Santos para o Barcelona


/NELSON ALMEIDA/AFP/JC
O juiz espanhol responsável pelo julgamento de Neymar, que foi acusado de fraude e corrupção em razão de irregularidades em sua transferência do Santos ao Barcelona, acredita que o jogador pode ser condenado até seis anos de prisão, de acordo com fontes judiciais que acompanham o caso. A decisão significa um revés para o atacante do PSG, pois, na Espanha, sentenças de dois anos ou menos para as primeiras infrações são geralmente suspensas, o que anularia qualquer possibilidade de o brasileiro ser preso.
Além de Neymar, serão julgados o presidente do Barça, Josep Maria Bartomeu, seu antecessor, Sandro Rosell, que está detido preventivamente desde maio de 2017, e o pai do camisa 10. Todos os envolvidos negaram irregularidade.
O grupo DIS, que era detentor de 40% dos direitos econômicos de Neymar, foi quem fez a denúncia de fraude. A empresa, que recebeu € 6,8 milhões, se considera prejudicada financeiramente na transferência, em 2013, e alega que houve valores ocultados.
Nesta quarta-feira, o juiz José María Vázquez Honrubia considerou que a acusação da DIS pode acarretar de quatro a seis anos de prisão para Neymar. A legislação espanhola prevê que o tribunal que julgará o caso seja composto por três juízes, o que poderia atrasar ainda mais o início do julgamento, que continua sem data para começar.
A transferência de Neymar para o time catalão gerou muita polêmica. Primeiramente, o Barça divulgou que a contratação teria custado € 57,1 milhões de euros ao clube, sendo que para a família de Neymar foi destinado € 40 milhões e o Santos ficou com € 17,1 milhões. No entanto, a Justiça espanhola calcula que o verdadeiro valor da transferência seja de € 83,3 milhões.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia